agencia

Notícias

Atualizado em 15/02/2017 às 17h41

Prefeitura realiza avaliação nutricional de estudantes da rede municipal de ensino

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Prefeitura realiza avaliação nutricional de estudantes da rede municipal de ensinoA Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), iniciou a avaliação nutricional de estudantes nas escolas da rede municipal. A avaliação é fundamental no diagnóstico de desenvolvimento das crianças, identificando casos de excesso ou de baixo peso. Com os resultados, será possível construir um cardápio para que os estudantes possam consumir os nutrientes que mais precisam e, assim, obter um bom rendimento na escola.

O secretário de Educação, Moacir Feitosa, destacou o compromisso da gestão do prefeito Edivaldo em atender a resolução do Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação (FNDE), que dispõe sobre o atendimento da alimentação escolar aos estudantes da educação básica, no âmbito do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae). "A vigilância nutricional dos estudantes, realizada nas nossas escolas, é uma estratégia apresentada pela gestão do prefeito Edivaldo para embasar as novas políticas públicas em relação aos cuidados alimentares e nutricionais das crianças, auxiliando em uma merenda escolar balanceada para suprir a necessidade nutricional e garantir o desenvolvimento adequado", disse Moacir Feitosa.

A Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Pedro Marcosini Bertol recebeu esta semana a visita das nutricionistas da Semed para a coleta de dados. O gestor reforçou a importância da nutrição adequada para o bom desempenho escolar. "Já é cientificamente comprovado que a má alimentação prejudica os estudos da criança. Crianças mal alimentadas não conseguem desenvolver o seu lado cognitivo devidamente", destacou.

De acordo com a nutricionista da equipe da Semed, Karla Andrea Coelho Gomes, a pesquisa vai identificar se a criança está com sobrepeso, obesidade ou baixo peso. "Com a avaliação, vamos ter como resultado qual o estado nutricional que a criança se encontra. A partir desses resultados, poderemos adaptar o cardápio de modo a garantir que os estudantes consumam todos os nutrientes necessários ao bom desenvolvimento e, por consequência, ao bom rendimento escolar", explicou.

ORIENTAÇÃO

Após a coleta de dados, a Prefeitura de São Luís, por meio da Semed, desenvolverá nas escolas palestras e orientação sobre educação alimentar para pais e estudantes. Estas ações vão se somar às adaptações do cardápio que já é aprovado pela criançada. 

Suellen Gabriele Lemos Brandão, 7 anos, comentou que adora o lanche oferecido na escola. "Eu não trago lanche de casa, sempre me alimento na escola. A minha bebida preferida é mingau. Eu gosto muito".

Iana Isabel Torres Sá, 7 anos, também não traz lanche de casa e prefere arroz com carne e verduras. "Gosto de verduras, quando chega a hora do recreio eu corro pra lanchar primeiro e depois que eu vou brincar", contou a garota.

ALIMENTAÇÃO ESCOLAR

É com base na avaliação nutricional que o cardápio da rede municipal é feito ou adaptado ano após ano para suprir as necessidades diárias de nutrientes dos estudantes. Ele determina o quantitativo de calorias, carboidratos, vitaminas e sais minerais necessários para a manutenção diária do bem estar da criança, para o bom desenvolvimento psicossocial e para um bom aprendizado.

Conforme legislação federal, pelo menos 30% do cardápio da alimentação escolar servida nas instituições públicas ou comunitárias com recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) deve ser composta por produtos advindos da agricultura familiar local. Assim, associações e cooperativas de agricultores selecionadas por meio de chamada pública abastecem as escolas com frutas, verduras e hortaliças. Na rede municipal, são entregues semanalmente cerca de 40 toneladas de frutas, verduras e hortaliças, complementando a alimentação dos estudantes.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem