agencia

Notícias

Atualizado em 25/02/2017 às 10h12

Temporada carnavalesca é aberta oficialmente em São Luís

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Temporada carnavalesca é aberta oficialmente em São LuísPrefeitura de São Luís e Governo do Estado abriram oficialmente a temporada do Carnaval de Todos 2017 com a entrega da chave da cidade ao rei momo Mateus Lobato na noite de sexta-feira (25). A chave foi entregue na Passarela do Samba Chico Coimbra, em cerimônia que contou com a participação do vice-prefeito, Julio Pinheiro, que na ocasião representou o prefeito Edivado e o secretário de Estado da Cultura e Turismo, Diego Galdino, que na cerimônia representou o governador, Flávio Dino.

Participaram ainda da cerimônia de abertura do "Carnaval de Todos", a rainha do Carnaval deste ano, Andressa Tainá, as princesas Glycia Fernandes e Dayanne Evelly; e a corte da Melhor Idade formada pelo casal Adelino Guterres e Cecilia Serra Ferreira.

"Esta é uma festa popular importante. Apesar da crise econômica que o Brasil enfrenta foi possível com esforço e unidade entre o prefeito Edivaldo e o governador Flávio Dino fazer esta festa em São Luís. Convocamos a população da cidade que participe do Carnaval marcando presença na passarela e no circuito de bairros", disse Julio Pinheiro que estava acompanhado do secretários municipal Marlon Botão (Cultura), Lula Fylho (Governo) e Conceição Castro (Comunicação). Os vereadores Concita Pinto e Raimundo Penha; representantes de entidades das agremiações carnavalescas, como Liesma; da Associação dos Blocos Tradicionais, também participaram do evento.

Para o vice-prefeito, o espaço da passarela é fundamental para que as pessoas entrem em contato com as diversas manifestações nativas do carnaval como blocos tradicionais, tribos de índios, blocos afros e organizados e, em especial, as escolas de samba.

O secretário de estado da Cultura e Turismo, Diego Galdino, destacou a parceria na realização do "Carnaval de Todos". "Esta é uma parceria que tem dado certo e não tem como mudarmos. Governo do Estado e Prefeitura de São Luís realizam um carnaval que promete ser glorioso, de muita alegria. Serão cinco dias de festas com todo aparato possível para dar todo conforto e segurança para o folião e sua família", afirmou Galdino.

Para o vereador Raimundo Penha, vice-líder do governo na Câmara Municipal de São Luís, o prefeito Edivaldo demonstra planejamento em sua administração mantendo o calendário tradicional de festividades.

"Estamos retomando o carnaval no circuito de bairros nesta sexta-feira, e também no corredor da folia. Este ano nós estamos interligados em dois pontos: na Passarela do Samba e na Praça Maria Aragão, onde acontecerá o Bloco do Baleiro. Este é um marco que pretendemos ampliar ainda mais nos próximos anos", comentou Marlon Botão.

Na noite de abertura da Passarela Chico Coimbra desfilaram os blocos tradicionais do Grupo B, abrindo a programação que se estende até terça-feira, quando no local acontece o Baile Popular com a participação do Bicho Terra. Durante os desfiles, o público poderá ter acesso à passarela trocando um quilo de alimento não perecível.

Durante toda a temporada carnavalesca a Prefeitura mobiliza equipes de diversos órgãos além da Secretaria Municipal de Cultura, organizadora da festa, SMTT, Blitz Urbana, Guarda Municipal, Semus, Semosp, Semcas entre outras.

CARNAVAL DE TODOS

A Passarela do Samba, no período de 24 a 28 de fevereiro, será tomada pelo desfile Blocos Tradicionais, Turmas de Samba, Blocos Organizados, Escolas de Samba, Alegorias de Rua, Tribos de Índio e Blocos Afros. Todos os dias, grupos de tambor crioula se apresentam no entorno da Passarela a partir das 18h.

"Hoje abrimos essa belíssima festa com a presença da Corte de Momo 2017 e também a Corte da Terceira Idade para mostrar que este Carnaval será dos ludovicenses, feito por eles e para eles, sem restrição de idade para cair na folia. A partir desta data, a cidade passa a respirar carnaval e queremos que essa seja uma celebração marcante para todos os brincantes em São Luís", ressaltou o secretário municipal de cultura, Marlon Botão.

A noite também contou com o Desfile dos Blocos Tradicionais do Grupo B, abrindo o Concurso da Passarela. O primeiro Bloco a adentrar o sambódromo foi o Gaviões do Ritmo, seguido do Renovação do Ritmo, Kambalacho do Ritmo, Fênix, Os Baratas, Os Inacreditáveis, Príncipe da Meia Noite, Os Vingadores, Os Tradicionais do Ritmo, Os Curingas, Os Guerreiros do Ritmo, Dragões da Liberdade e Companhia do Ritmo.

Todos eles participam do Concurso da Passarela e disputam uma vaga no Grupo A. Os três melhores da noite subirão de grupo e para isto eles tem 20 minutos de Evolução na Passarela para mostrar o seu máximo.

Com o tema 'Kambalacho de coração, das trevas um cavaleiro guardião' o bloco Kambalacho do Ritmo, do Anjo da Guarda com 31 anos de história, contagiou o público desde a concentração, na Passarela Chico Combra. Para Waldenia Moreira, brincante do Bloco, esta interação com os espectadores faz toda a diferença na hora do desfile. "Foi a primeira vez que desfilei e nos ensaios não imaginava que sentiria o que vivi hoje, não tem explicação. É muito prazeroso essa interação com quem vem prestigiar e o retorno que a gente sente deles gostando de nossa apresentação, vimos até turistas de outros estados que não conheciam nossa cultura, mas acabaram se contagiando".

A Passarela também foi palco de muitas homenagens, entre elas do Bloco da Madre Deus "Os Batatas" que relembrou o conto infantil do Casamento de Dona Baratinha, com o tema "Conte uma, conte duas, conte três... Dona Baratinha era uma vez" em referência a uma brincante do bloco e dedicou o desfile à José Pivô, compositor e sambista que faleceu no último dia 21 aos 79 anos de idade, vítima de complicações decorrentes de enfisema pulmonar. Ele era integrante da escola de samba Turma da Mangueira que desfila neste domingo (26) e um dos principais compositores do bloco Fuzileiros da Fuzarca.

Neste sábado (25), desfilam os Blocos Tradicionais do Grupo A, são eles: Vinagreira Show, Os Vigaristas, Os Guardiões, Os Trapalhões, Os Brasinhas, Os Vampiros, Reis da Liberdade, Príncipe de Roma, Os Foliões, Originais do Ritmo, Os Gladiadores, Os Especialistas o Ritmo, Os Feras, Os Tropicais do Ritmo, Os Tremendões e Os Apaixonados.

A bilheteria é aberta às 15h e os ingressos devem ser trocados por 1kg de alimento não perecível. As arrecadações serão doadas para APAE.

                    Acessse aqui galeria de imagens desta reportagem