agencia

Notícias

Atualizado em 14/03/2017 às 17h16

Prefeitura oferece curso de instalador hidráulico a estudantes com deficiência

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Prefeitura oferece curso de Instalador Hidráulico a estudantes com deficiênciaPara promover a inserção social de alunos com deficiência no mercado de trabalho, a Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), está promovendo o curso de instalador hidráulico, que compõe a grade de cursos do programa Oportunizar. Desde 2013 o programa já formou e encaminhou dezenas de estudantes com deficiência para o mercado de trabalho. Até 2016, foram oferecidos 17 cursos, com a participação de 398 estudantes com deficiência.

As aulas acontecem de segunda à sexta nos turnos matutino e vespertino e os alunos estão divididos em duas turmas. As formações são dadas em uma sala adaptada na Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Luís Viana, no bairro Alemanha. A ação ocorre em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac). As aulas vão até abril.

O secretário municipal de Educação, Moacir Feitosa, destaca a parceria firmada entre a gestão municipal e as instituições do Sistema S. "A parceria com o Senai e o Senac é de fundamental importância para a rede municipal de ensino de São Luís, pois os cursos ministrados contribuem para inserção de jovens estudantes com deficiência no mercado de trabalho, confirmando o que orienta o prefeito Edivaldo", disse o secretário.

A professora Lorena Batista Vieira, coordenadora do Oportunizar, conta que o foco do programa é o atendimento de jovens com deficiência com idade entre 16 e 25 anos, qualificando-os para o mercado de trabalho. "Nosso objetivo é ensinar a esses jovens uma profissão e inseri-los no mercado, para que eles se sintam ainda mais valorizados", observou Lorena Vieira.

Depois que os estudantes terminam o curso, caso o aluno seja contratado, a Semed continua a oferecer suporte para o aluno, para a família e para a empresa que fez a contratação. "Trabalhamos o relacionamento interpessoal no local de trabalho, dando suporte tanto para a empresa como para o aluno, além de colaborarmos com a família orientando e tirando dúvidas", explica.

O curso de instalador hidráulico é oferecido pelo Senai, com uma metodologia apropriada ao estudante com deficiência. São 160 horas de aulas, onde o cursista aprende, entre outras coisas, a instalar caixa d'água, encanação de água fria e esgoto de banheiros.

O instrutor Marcony Dias dos Santos, técnico em Edificações, diz que ainda não havia dado aulas para estudantes com deficiência, mas que a experiência está sendo inesquecível. "Precisei adaptar o plano de aula e buscar recursos, como filmes e vídeos, para fortalecer e fixar o aprendizado", conta Marcony.

MERCADO DE TRABALHO

Entre as empresas que mantêm convênio com a Semed para empregar pessoas com deficiência em seus quadros de funcionários estão Mateus Supermercados, Riachuelo, Hospital São Domingos, Supermercados Maciel, Caema, Cefor e Potiguar. No total, 48 ex-alunos do programa Oportunizar tiveram a carteira assinada e puderam ingressar no mercado de trabalho.

Entre os cursos oferecidos pelas instituições parceiras da Semed estão os de copeiro, auxiliar de cozinha, camareiro, serviços de supermercados, operador de micro e pintor de obras, pelo Senac; e de agente de limpeza urbana, informática, panificação e confeitaria, agente de meio ambiente, operador de micro e instalador hidráulico, pelo Senai.

Além do instrutor, a instituição parceira disponibiliza os materiais que são utilizados no decorrer dos cursos. À Semed cabe ofertar um professor especialista para cada uma das turmas para fazer o acompanhamento pedagógico, dando suporte tanto ao instrutor quanto ao aluno.

SUPORTE PEDAGÓGICO

Adriana Vitória Cardoso Lima, especialista em Educação Especial, é um dos professores da rede municipal responsáveis pela parte da Educação Profissional do Programa Oportunizar. Ela explica que seu papel é colaborar com o instrutor do curso, dando o suporte pedagógico necessário para que ele possa adaptar todos os conteúdos para a realidade dos estudantes com deficiência, e oferecer orientação à família e ao estudante quando necessitarem.

A jovem Lucília Silva Sousa, de 23 anos, é uma das alunas do curso de Instalador Hidráulico. Ela cursa o 6º ano da Educação de Jovens e Adultos (EJA) na U.E.B. Leonel Brizola. "O professor é muito bom e paciente. Quando eu não entendo algo, ele explica novamente. Aqui no curso já até aprendi a instalar caixa d'água", conta Lucília, que tem deficiência intelectual.

Alguns pais e mães de estudantes fazem questão de acompanhar os filhos. É o caso de Maria Ramos Viegas Araújo, autônoma, que diz amar ver o filho aprendendo coisas novas. "Ele tem deficiência intelectual e por isso muita dificuldade em assimilar as coisas, então, quando ele aprende algo eu vibro com ele", relata.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem