agencia

Notícias

Atualizado em 19/03/2017 às 10h00

Prefeitura e Governo entregam estádio Nhozinho Santos à população com clássico 'Maremoto'

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Prefeitura e Governo entregam estádio Nhozinho Santos à população com clássico ’Maremoto’O ludovicense compareceu ao estádio Nhozinho Santos para prestigiar a reabertura do espaço marcada pelo jogo entre Moto Club e Maranhão Atlético Clube (MAC), na tarde deste sábado (18). O 'Maremoto', clássico do futebol maranhense, é o primeiro evento esportivo promovido no local, que passou por uma completa reestruturação, executada por meio de parceria entre Prefeitura de São Luís e Governo do Estado. A obra incluiu melhorias na arquitetura, reestruturação física, construção de acessos e ampliação de estruturas, qualificando o estádio para as condições de receber jogos e demais eventos esportivos. Na cerimônia de abertura, o vice-prefeito Julio Pinheiro, representou o prefeito Edivaldo.

Na abertura oficial, ato simbólico de hasteamento das bandeiras do Brasil, do Maranhão e de São Luís, ao som do Hino Nacional, executado pela Banda de Música do Exército. A obra foi um compromisso da gestão do prefeito Edivaldo com o esporte local, em especial o futebol. "Por orientação do prefeito Edivaldo reestruturamos este que é um espaço de tradição do futebol maranhense para fortalecer o esporte e lazer local. Todos que torcem pelo esporte maranhense aguardavam a reabertura do estádio", disse o vice-prefeito Julio Pinheiro.

O secretário municipal de Desportes e Lazer (Semdel), Júlio França, pontuou a importância do momento para o futebol maranhense e o esporte de maneira geral. "É uma satisfação entregar este importante estádio aos maranhenses, aos ludovicenses. As pessoas demonstraram um sentimento de pertencimento por este estádio e nos sentimos gratificados e com a sensação do dever cumprido", enfatizou.

"Quem ganha com essa reabertura é o futebol maranhense e a população que tem de volta o histórico estádio, referência do esporte no Estado", disse o secretário de Estado de Desporto e Lazer (Sedel), Márcio Jardim.

COMPROMISSO

O presidente da Federação Maranhense de Futebol (FMF), Antônio Américo, destacou o compromisso da gestão com a recuperação do estádio. "Excelente a reabertura deste que é um estádio referência para o esporte maranhense. Um momento muito significativo, fruto dos esforços da Prefeitura e que agora todos podem prestigiar", disse. Fogos de artifício anunciaram a tão esperada partida, concretizando o desejo de milhares de torcedores pelo retorno do Nhozinho Santos.

A partida 'Maremoto' terminou com o placar de 2 x 1 para o Maranhão, que garantiu a vaga nas semifinais do primeiro turno do Campeonato Maranhense, eliminando Moto Club. O clássico é a primeira partida das Quartas de Finais do Campeonato Maranhense de Futebol, que integra o calendário oficial da Federação Maranhense de Futebol (FMF).

Estavam presentes ainda ao evento de reabertura, o secretário municipal de Agricultura e Pesca (Semapa), Ivaldo Rodrigues; e 40 jovens da rede de ensino do município que puderam prestigiar a partida, integrando as ações do projeto Torcedor do Futuro, promovido pela Semdel. O projeto tem como objetivo estimular o interesse pelo esporte local.

POPULAÇÃO APROVA

A reabertura do estádio era muito esperada pelos amantes do futebol e pela população em geral que admira e aposta no esporte local. O radialista Nando Camões, 33 anos, vê o Nhozinho Santos como o espaço ideal para jogos dos times maranhenses, sobretudo pela estrutura que possui. "Aqui é muito melhor para realização destas partidas. O público fica mais próximo dos atletas e pode conferir os lances mais de perto. É mais emocionante prestigiar. E que venham mais investimentos para melhorar ainda mais este espaço que é um ícone do esporte maranhense", observou.

O pedreiro Raimundo Nonato, 47 anos, chegou bem cedo com o filho Rayan, de oito anos, para ver como ficou o estádio e torcer pelo seu time do coração. "Já era esperada essa reabertura e com este clássico do nosso futebol, melhor ainda. O prefeito está de parabéns por este trabalho e por devolver para nós este estádio", disse.

Para o professor Marcelo Feques, 40 anos, o Estádio Nhozinho Santos é um ícone do esporte que precisava ser reaberto. "Era muito triste ver este monumento sem poder receber eventos. Eu gosto de futebol e prefiro a estrutura deste estádio. O Nhozinho é um bom espaço e fico feliz porque a população tem de volta seu lugar para o esporte".

COMÉRCIO

Quem mora no bairro também aprovou a reabertura do espaço esportivo. A dona de casa Ana Cláudia Pereira, 43 anos, disse gostar da movimentação que o estádio proporciona com os eventos realizados. "A rua fica mais movimentada, menos arriscada e a gente se distrai. Quem quer ganhar um dinheirinho já monta uma vendinha. A gente só tem a ganhar com o estádio voltando a receber jogos", avalia a moradora.

Com a abertura do estádio, a econômia do entorno foi revitalizada. Para o vendedor de laranjas, João Carlos Silva, 36 anos, o retorno dos eventos no Nhozinho Santos significa retorno ao trabalho e renda extra para a família. "Ajuda nas contas de casa. É uma venda certa e a gente ainda acompanha as partidas. Para a gente é muito bom ter esse espaço de volta", ressaltou.

MELHORIAS

O Estádio Nhozinho Santos recebeu serviços de manutenção da grama; a parte física foi melhorada com reestruturação do espaço, recuperação de portas e da parte sanitária nos oitos banheiros, revisão da parte hidráulica e elétrica inclusive com troca de itens como lâmpadas e refletores.

Foram executados ainda reforços metálicos na estrutura de alvenaria, pintura das arquibancadas, melhorias no sistema de irrigação são outras melhorias promovidas. Ainda na lista de obras, pintura externa e interna; nova iluminação instalada na área coberta e melhorias na segurança do público com a construção de novas saídas de emergência.

O antigo placar eletrônico foi substituído por um mais moderno. O estádio recebeu limpeza e higienização de toda a área interna - incluindo lanchonetes, banheiros e vestiários. Os sistemas elétrico e hidráulico e portões de entrada e saída foram renovados. Com a reforma, o local foi adequado a pessoas com deficiência ou locomoção reduzida.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem