agencia

Notícias

Atualizado em 13/06/2017 às 16h41

Prefeitura treina comerciantes que vão fornecer alimentos nos arraiais

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Cerca de 180 propietários de restaurantes e de barracas de São Luís foram treinados pela Vigilância Sanitária Municipal sobre Boas Práticas em Manipulação de Alimentos, e para complementar as ações visando à segurança alimentar nos locais onde acontecem as festas juninas oficiais, a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) vai realizar fiscalizações os arraiais, a partir desta quarta-feira (14). O São João de Todos é uma parceria entre Governo do Estado e Prefeitura de São Luís.

A capacitação, executada pela equipe da Vigilância Sanitária da Semus, é uma exigência dos órgãos de vigilância sanitária e tem como objetivo qualificar os profissionais para o manuseio adequado dos alimentos. Durante as aulas, os participantes receberam orientação que envolvem desde vestimentas adequadas até o recebimento, armazenamento e a manipulação dos alimentos de forma adequada e dentro das normas higiênico-sanitárias e quanto ao descarte dos resíduos.

O trabalho é feito rotineiramente pela Prefeitura de São Luís nos eventos populares para minimizar os riscos de transmissão de doenças por alimentos. Os manipuladores de alimentos vão trabalhar nos arraiais da Maira Aragão, Ipem, Praia Grande e Vila Embratel, entre outros. A ação contou com a parceria da Blitz Urbana e do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest).

A engenheira Sanitarista e coordenadora da Vigilância Sanitária, Zilmar Pinheiro, destacou que a ação é importante no sentido de promover a redução dos riscos de contaminação dos alimentos. "O trabalho visa evitar doenças transmitidas por alimentos aos consumidores, considerando que os arraiais são eventos temporários que atraem muitas pessoas para degustar as comidas típicas", explicou a coordenadora.

ORGANIZAÇÃO DO EVENTO

A organização dos arraiais do São João de Todos, promovido pelo Governo do Estado e Prefeitura de São Luís, será garantida com ações conjuntas do município e governo. "Dessa forma estamos garantindo a qualidade dos alimentos vendidos e a organização do espaço", destacou o superintendente de Fiscalização e Postura da Blitz Urbana, Joaquim Azambuja de Souza Filho.

"Este ano a Prefeitura de São Luís dispensou o pagamento das taxas de emissões de autorizações especiais de todos os ambulantes que trabalharão nos arraias", contou Azambuja. Somente na Praça Maria Aragão, segundo informou o superintendente, foram cadastrados 60 ambulantes na parte externa e 25 na interna. No arraial do Ipem foram cadastrados 30 ambulantes e 50 na Praia Grande.

FISCALIZAÇÃO

As ações de segurança alimentar se complementam durante o funcionamento dos arraiais, com a fiscalização das barracas, que será feita por equipes da Vigilância Sanitária. Técnicos vão vistoriar as condições dos locais e o atendimento às normas sanitárias, notificando os barraqueiros em casos de irregularidades, ou até apreendendo materiais, nas infrações graves que possam colocar a saúde da população em risco.

A população pode contribuir com o trabalho pelo telefone 3212-8282, que recebe denúncias sobre arraiais que não estejam oferecendo condições adequadas na comercialização de alimentos e bebidas.