agencia

Notícias

Atualizado em 18/06/2017 às 11h59

Segunda edição da Feirinha São Luís consolida opção de lazer na cidade

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Segunda edição da Feirinha São Luís consolida nova opção dominical de lazer da cidadeSucesso de público, a segunda edição da Feirinha São Luís celebrou toda a diversidade de ritmos, formas, cores e sabores do Maranhão. A iniciativa da Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa), tem como proposta revitalizar o espaço da praça, incentivar a pequena produção e promover o intercâmbio sociocultural. Unindo o que há de melhor da culinária, arte, produção rural e cultura regional, o evento ocorre todos os domingos, na Praça Benedito Leite (Centro), das 7h às 15h.

O titular da Semapa, Ivaldo Rodrigues, atribui o sucesso do projeto à variedade de opções. "A proposta de reocupar o Centro Histórico aos domingos, por orientação do prefeito Edivaldo, é de grande responsabilidade, reunimos o melhor que tem em nossa terra, como nossas brincadeiras folclóricas, o artesanato, artes plásticas, a culinária peculiar, que agrega sabores do norte e nordeste, a produção agrícola, além da literatura, para valorizar os escritores e poetas da 'Atenas brasileira'. Tudo isso agregou valor ao projeto, que já foi abraçado pela população, atraindo turistas e gerando renda", garante Ivaldo Rodrigues.

Celebrando o mês junino, as apresentações culturais da segunda edição da feirinha, vieram em clima de São João, animando os presentes, o grupo de Cacuriá Assacana, Boi Pirilampo (orquestra), Grupo Lamparina e encerrando as atrações culturais, o boi Encanto da Ilha (orquestra). A Banda da Feirinha já é atração confirmada em todos os eventos.

O presidente do Boi Pirilampo, Renato Dionísio, frisa a importância da iniciativa. "Estou extremamente contente com essa iniciativa, de estabelecer uma atividade e revitalizar esse conjunto de casarios fantásticos, dando uma alternativa turística para o dia na cidade com essa feira. A nós, representantes culturais, cabe apoiar e incentivar as boas ações que são realizadas".

 

O paulista Marcos Almeida Gomes, que há 3 anos mora em São Luís, elogiou a feirinha. "Os alimentos frescos, com preços bons, vemos a qualidade de tudo, com muita segurança. A Prefieura está de parabéns e deve dar continuidade a este projeto que mostra uma parte da riqueza do Maranhão", disse. 

GASTRONOMIA

Um dos pontos altos dos apaixonados pelos sabores maranhenses é a Barraca do Chef, que dá espaço a nomes reconhecidos da culinária maranhense e apresenta ao público pratos diferenciados, tradicionais e novidades. Quem comandou o espaço neste domingo, foi o chef Luciano Rosa, do Supermercado Mateus, que para agradar o paladar do público, trouxe pratos típicos do período junino como torta de camarão, arroz de cuxá e Maria Isabel, bolos de macaxeira e tapioca e mingau de milho com amendoim.

A proposta é que a cada edição, seja apresentado um cardápio com a marca maranhense. Na primeira edição, realizada no último domingo (11), o chef Melquíades Dantas optou por um cardápio surpresa, divulgado apenas na hora do evento. O profissional brindou o público com pratos típicos do período junino como torta de sururu, mingau de milho, compotas e bolos diversos.

Criada no Centro, a escritora Odacir Mesquita se disse feliz em ver a Praça Bendito Leite sendo bem utilizada. "São Luís precisava ter o Centro recuperado, uma área muito bonita e a Prefeitura acertou na realização desta feirinha. Fico muito feliz e acredito que todos os moradores desta área também", disse.


O PROJETO

Participam da feirinha 11 polos que comercializam produtos diversos a preços competitivos distribuídos em 61 barracas, sendo 25 para produtores rurais, 25 para artesanato e 11 para gastronomia, além dos food trucks.

No evento são expostos e comercializados produtos da agricultura familiar e seus derivados, como frutas, legumes, verduras, hortaliças, doces, compotas, queijos e comidas típicas do estado. "É uma boa oportunidade para prestigiar nossa cultura e consumir produtos de qualidade", destaca o titular da Semapa.

"As vendas estão maravilhosas, eu faço zoada para chamar o freguês e vender limão, cebola, tomate. Está sendo um trabalho muito válido poder comercializar no domingo nossos produtos, principalmente para aquela clientela que não tem tempo de ir à feira durante a semana, vem cliente de todos os cantos da cidade", observa a presidente do Sindicato dos Feirantes, Ivanilde Sampaio.

A iniciativa tem parceria com as demais órgãos do município, o Banco do Nordeste, Governo do Estado, Supermercados Mateus, Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e Associação Comercial do Maranhão (ACM).

Apoiam ainda o evento, o Senac, Academia Maranhense de Letras, Sub-Prefeitura do Centro-Histórico, Associação dos Moradores do Centro, Secretaria de Estado da Cultura e Turismo, Iphan-MA, Arquidiocese de São Luís, Sindicado dos Trabalhadores Trabalhadoras Rurais de São Luís.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem