agencia

Notícias

Atualizado em 02/07/2017 às 16h34

Feirinha São Luís chega à 4ª edição com aprovação do público que cresce a cada domingo do evento

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

 Feirinha São Luís chega à 4ª edição com aprovação do público que cresce a cada domingo do evento

A Ferinha São Luís, uma iniciativa da Prefeitura de São Luís, completou o primeiro mês de funcionamento neste domingo (02) com aprovação do público que aumenta a presença a cada edição na Praça Benedito Leite. O prefeito Edivaldo esteve no local para conversar com as pessoas e obter impressões do projeto, executado pela Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa),  que além de resgatar o centro histórico, contribui para elevar a renda de artesãos e produtores da agricultura familiar da ilha de São Luís.

A iniciativa reúne órgãos municipais, Banco do Nordeste, Governo do Estado,Supermercados Mateus, Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Citelum e Associação Comercial do Maranhão (ACM). Apoiam ainda o evento, o Senac, a Academia Maranhense de Letras, e a Arquidiocese de São Luís.

"A Feirinha tem fortalecido a agricultura familiar, que possui presença muito forte na zona rural da Ilha. Temos investido em programas interessantes como PNAE e PAA, de aquisição de alimentos para as escolas e cestas distribuídas às comunidades carentes. Em mais esta ação damos oportunidade ao produtor de ter mais um espaço de comercialização dos seus produtos", disse Edivaldo. O prefeito permaneceu no local, onde chegou acompanhado da primeira-dama, Camila Holanda, durante mais de duas horas. Edivaldo percorreu a feira acompanhado ainda por parte do secretariado de governo, dos vereadores Marquinho e Raimundo Penha, e do pai, o deputado estadual Edivaldo Holanda.

 

O evento, que acontece aos domingos das 7h30 às 15h, auxilia na exposição e comercialização de produtos e subprodutos da agricultura familiar, como frutas, legumes, verduras, hortaliças, doces, compotas, queijos e comidas típicas do estado. Participam da feirinha 11 polos que comercializam produtos diversos a preços competitivos distribuídos em 61 barracas, sendo 25 para produtores rurais, 25 para artesanato e 11 para gastronomia. Que vai ao local também tem como atração uma programação cultural, com acentuação folclórica no mês de junho e obras literarias. 

"Estamos na fase de consolidação da ação para em seguida implementar novidades a partir do próximo mês. Ao longo do processo associamos uma série de coisas, como por exemplo, a inclusão do comércio de flores ornamentais. No próximo domingo teremos a parte cultural com participação de grupos de chorinho", comentou o secretário da Semapa, Ivaldo Rodrigues. Para o secretário, o principal público da feira tem sido os próprios ludovicenses.

PROJETO TEM APROVAÇÃO POPULAR 

Para os produtores e comerciantes, a Feirinha São Luís tem obtido êxito crescente. Pela primeira vez participando do evento, a funcionária da Santa Pamonha e Mania Pimenta, Ane Pestana, elogiou a iniciativa e comemorou a aprovação pelo público presente dos produtos colocados à venda. "Estamos vendendo produtos com preços entre R$ 15 e R$ 20 e todos têm sido aceitos pela população por saber se tratar de algo diferenciado", avaliou Ane pestana.

O artista Uimar Júnior esteve também pela primeira vez na Feirinha São Luís, acompanhado pela mãe. "Acho um evento bem interessante, com uma programação cultural muito boa e uma gastronomia saborosa. Estava faltando uma iniciativa que resgatasse o centro histórico de São Luís. As pessoas estão frequentando e afastando um preconceito que havia em relação ao centro. Acredito que precisa dar mais ênfase na produção do artesanato maranhense. Tenho visto coisas boas, mas penso que podemos ampliar mais ainda", disse o artista.

                        Acesse aqui galeria de imagens desta reportagem