agencia

Notícias

Atualizado em 12/10/2017 às 11h03

Na semana da criança escolas da rede municipal participam de programação especial

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Na semana da criança escolas da rede municipal participam de programação especialUnidades de Ensino Básico da Rede Municipal de São Luís receberam nesta quarta-feira (11), o Projeto "Ronda da Alegria", de iniciativa da Polícia Militar do Maranhão, em parceria com a Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed. O projeto visa contribuir com o processo educativo realizado nas instituições de ensino, fortalecer os laços de amizade, da boa convivência, da importância de todos para a construção de um ambiente de paz e de uma escola de alegria.

O secretário de Educação, Moacir Feitosa, ressaltou a importância da parceria com a Polícia Militar que, por meio da Ronda Escolar, garante um ambiente mais seguro para todos. "O prefeito Edivaldo incentiva esses projetos sociais que fortalecem os vínculos dos estudantes com suas escolas. A sociedade tem apresentado novos comportamentos, o relacionamento professor e estudante também se transformou. Queremos combater a evasão escolar e afastar nossas crianças e jovens das drogas por mediação da educação, do respeito mútuo, do esporte e de ações sociais", explicou.

A ronda escolar visita semanalmente unidades básicas da rede colaborando para o aumento da sensação de segurança nas proximidades das escolas. A tenente na Polícia Militar, Bárbara Annyreh Silva Correia, explica que o projeto 'Ronda da Alegria' foi idealizado para construir um diálogo mais harmonioso com o público da Educação Infantil. "Mudamos nossa dinâmica direcionando o projeto para o público infantil. Fazemos uma programação divertida, alegre cheia de atividades lúdicas e com temas variados de conscientização para os pequenos", disse.

A gestora do Anexo Mariana Pavão, da (U.E.B) Profº Elpídio Hermes de Carvalho, no Bequimão, Cristiane Cunha Loredo, comenta que o projeto Ronda da Alegria oportuniza para as crianças um olhar de respeito para com os policiais. "Algumas crianças, por conta do meio em que vivem nas comunidades, tem o falso entendimento que os policiais trazem medo. O projeto vem para mudar essa realidade, mostrando que eles são amigos, praticam o bem e estão nos protegendo".

Na programação da Ronda da Alegria as crianças se divertiram com o palhaço interpretado pelo soldado Guimarães; assistiram atentas ao vídeo sobre bullying comentando pelo sargento Daniel Reis; ouviram a contação de história e fantoches dos soldados – Passos Filho e Rosana Neves e brincaram de cantiga de roda com a soldada Samira Falcão.

A pequena Manuella Guimarães Sousa de Oliveira, 4 anos, muito animada respondia todas as perguntas dos policiais. Questionada de como devemos tratar os amigos ela respondeu, "Com muito carinho, abraço e respeito. Não devemos bater um no outro", explicou a menina.

Carlos David Silva Aragão, 5 anos, disse que irá ser um policial quando crescer. "Vou ser um policial porque eu tenho muita coragem". Ítalo Daniel Pinho Cardoso, 5 anos, contou que o palhaço foi a atração mais divertida. "Adorei brincar com o palhaço, ele é muito engraçado", disse aos risos.

Projeto Criança Engenharia

Outro projeto importante que enveloveu as crianças da rede municipal foi o Projeto Criança Engenharia, da coordenação do curso de Engenharia da Computação da UemaMais de 400 estudantes do 1º ao 5º ano, inseridos no projeto Criança, por meio de parceria de ativiades. 

Com o objetivo de proporcionar às crianças com idade entre seis e 10 anos a visitação às salas de aula, laboratórios e outros espaços dos cursos de engenharia existentes na Uema, o projeto nasceu há três anos, com a parceria do Circo Escola, e, neste espaço de tempo, tem agregado mais acadêmicos e professores voluntários na organização do evento, além de ter a adesão de um número bem maior de escolas participando a cada ano.

De acordo com o professor do curso de Engenharia da Computação, Reinaldo de Jesus da Silva, Diretor de Suporte e Manutenção da UEMA, em 2015 apenas 200 estudantes de três escolas participaram do Projeto Criança Engenharia. Já em 2016, esse número passou para 700 estudantes de seis escolas. E, neste ano, o número saltou para 1.200 alunos de 15 escolas.

Reinaldo explica ainda que o evento acontece sempre no dia 11 de outubro, ou, caso o Dia das Crianças caia num final de semana, o mesmo é realizado na sexta-feira – um dia letivo normal para que os estudantes possam participar, por meio de sua escola.

O titular da Semed, professor Moacir Feitosa, comemora a parceria com a UEMA, por meio do projeto Criança Engenharia. Para ele, o estímulo ao aprendizado e à pesquisa deve partir desde os primeiros anos de estudo da criança. "A gestão do prefeito Edivaldo valoriza os saberes e oportuniza o desenvolvimento de crianças e adolescentes em todos os seus aspectos. Motivo pelo qual não poupamos esforços para firmar parcerias e buscar recursos que incentivem o protagonismo e trabalhem as habilidades dos estudantes, visando o seu desenvolvimento integral", observou.

O projeto Criança Engenharia tinha, no início, a participação de professores e acadêmicos dos cursos de Mecânica, CFO Bombeiros, e das engenharias de Produção, Civil e da Computação. Este ano, os cursos de Biologia, Ciências Agrárias, Letras, Pedagogia e Educação Física também aderiram ao projeto. "O evento tem alcançado proporções maiores a cada ano, com o desejo de mais escolas de participarem, e, na mesma proporção, os voluntários dos mais diversos cursos da UEMA têm se disponibilizado para colaborar", conta o professor Reinaldo de Jesus.

Segundo ele, além de despertar o interesse das crianças pela pesquisa, o Projeto também faz uma homenagem a elas, proporcionando um dia especial e diferente em suas vidas, numa data tão importante: 12 de outubro (Dia das Crianças). Dos mais de 400 estudantes da Rede Municipal de Ensino de São Luís que participaram da visitação às instalações da UEMA, das unidades de educação básica Tales Ribeiro Gonçalves, Nascimento de Moraes, Antônio Vieira, e dos anexos Pavãozinho (da U.E.B Roseno de Jesus) e Isema (U.E.B Tacredo Neves).

Durante a visita estava Ariane Vitória Ferreira Araújo, 07 anos, do 1º ano na U.E.B. Tales Ribeiro. "Tá sendo muito legal participar das atividades dos bombeiros e visitar os laboratórios", disse a pequena Ariane, que quando crescer quer ser cantora ou médica. Ela estava acompanhada de vários servidores de sua escola, entre eles a professora Creuzinete Cavalcante. "Este dia vai ficar marcado na vida destas crianças. Vejo no rosto delas a alegria de estar aqui, fazendo um passeio diferente e aprendendo coisas novas", assinalou.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem