agencia

Notícias

Atualizado em 06/12/2017 às 18h51

Prefeitura de São Luís realiza primeiro Fórum de Estudantes da EJA

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

O secretário Moacir Feitosa ressalta a importância do fórum durante palestra de aberturaMais de 350 estudantes de 56 escolas da Educação de Jovens e Adultos (EJA) da rede municipal participaram esta semana, no Hotel Abbeville, no São Francisco, do 1º Fórum de Estudantes da Educação de Jovens e Adultos da Rede Municipal de São Luís. Com o tema "A juventude em pauta e seu processo de formação na EJA", o evento propiciou uma reflexão sobre a vivência dos estudantes da modalidade, com suas inquietações e reivindicações, a partir da participação dos mesmos na tomada de decisões que afetam seus estudos e sua formação enquanto cidadãos.

O Fórum de Estudantes da EJA é uma ação da Prefeitura de São Luís, por meio da Superintendência da Educação de Jovens e Adultos (SAEJA) da Secretaria Municipal de Educação (Semed). O objetivo é promover um espaço democrático e plural de discussão, formação, informação e intercâmbio em torno das diferentes perspectivas e iniciativas de articulação entre educação, cultura, trabalho e renda, gênero e etnia voltadas para esta modalidade de ensino.

O secretário municipal de Educação, Moacir Feitosa, presente à mesa de abertura do evento, na noite de terça-feira (5), agradeceu o empenho dos professores e dos estudantes que, com técnicos e outros profissionais da Semed, organizaram o evento e mobilizaram as escolas para se fazerem presentes na discussão de tão importante temática.

"Esse envolvimento de todos demonstra a seriedade e disposição da gestão do prefeito Edivaldo que não tem medido esforços para alcançarmos uma educação com qualidade e equidade. Tenho plena certeza que deste fórum, sairão excelentes encaminhamentos", declarou o professor Moacir Feitosa.

A coordenadora do fórum, Meg Cutrim Fernandes Santos, da equipe técnica da SAEJA, conta que todo o planejamento do evento foi feito com a participação de uma equipe organizacional composta por 14 estudantes da EJA. Eles também colaboraram na realização das reuniões que antecederam o evento e na mobilização de professores e estudantes para os pré-fóruns, que foram realizados entre agosto e novembro deste ano, em todas as 56 Unidades de Educação Básicas São Luís que ofertam a Educação de Jovens e Adultos.

A superintendente da SAEJA, professora Áurea Borges, explica que durante os quatro meses de realização dos pré-fóruns os estudantes discutiram temáticas importantes, eleitas por eles, e que fazem parte de sua vivência e determinaram os demais encaminhamentos e programação do 1º Fórum dos Estudantes da EJA.

TEMAS

Cultura, esporte, inclusão digital, empreendedorismo, gênero e etnia, desenvolvimento humano, combate à violência e protagonismo juvenil foram alguns dos temas discutidos nos pré-fóruns. "A partir do que foi discutido nas escolas elegemos sete temáticas para trazer para os grupos de trabalho formados no segundo dia de realização do Fórum. Nossa expectativa é sair daqui com uma Carta Compromisso com as deliberações discutidas no Fórum", esclarece a professora Áurea Borges.

Após a realização do 1º Fórum, os estudantes e professores se encarregarão de organizar seminários internos (nas escolas) para avaliar os encaminhamentos do fórum e sua efetiva aplicação na escola.

A professora Poliana Fernandes Galvão dos Santos, da EJA na Unidade de Educação Básica Lindalva Teotônio Nunes, na Vila Isabel (Itaqui-Bacanga), conta que houve grande envolvimento dos estudantes, fazendo com que alguns alunos que estavam mais afastados, voltassem para a sala de aula para participar das discussões.

"O nosso maior retorno é o envolvimento do estudante, sua participação e protagonismo. Estou muito feliz com o resultado desse grande projeto, que trouxe alunos afastados de volta para a sala de aula. A Semed e demais organizadores e parceiros estão de parabéns. Acredito que os estudantes sairão deste fórum mais engajados, conscientes de seu papel dentro e fora da escola", disse a professora Poliana Fernandes.

Discutir a questão cultural foi um dos pontos mais positivos, segundo declarou a estudante Susi Raquel Costa, 16 anos, da EJA na escola Mário Andreazza. "Nossa cultura é muito rica e precisamos valoriza isso. Estou muito feliz em ter feito parte de todo o processo. Participar me fez pensar em nunca mais desistir dos meus estudos", assinalou Susi Costa.

Na abertura do evento, estiveram presentes ainda, o secretário adjunto de administração e finanças da Semed, Carlos Alberto Viegas; a secretária nacional da Juventude da Presidência da República, no período de 2011 a 2015, Severine Carmem Macedo; a professora Terezinha de Jesus Amaral da Silva, do Departamento de Educação e Filosofia da Universidade Estadual do Maranhão (Uema); Regina Cabral, do Instituto Formação; Diogo Barbosa, da Fundação Vale; a presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Janicelma Fernandes; e o vereador de São Luís Raimundo Penha.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem