agencia

Notícias

Atualizado em 07/02/2018 às 14h28

Prefeitura atua com o trabalho de abordagem social na rodoviária de São Luís

Ação é feita por educadores que avaliam as condições do cidadão e, caso seja necessário, o encaminha ao serviço assistencial adequado

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

O serviço funciona diariamente nos três períodos do dia e é feito pela SemcasA Prefeitura de São Luís realiza diariamente no Terminal Rodoviário de São Luís o serviço de abordagem social, que identifica famílias e indivíduos em situação de risco pessoal e social. A ação é executada desde 2015 pela Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas) em parceria com a empresa que administra a rodoviária da capital. O objetivo do poder público municipal, em 2018, é aperfeiçoar o serviço e beneficiar ainda mais os cidadãos.

O trabalho funciona diariamente nos três períodos do dia. A abordagem é realizada por educadores sociais, que avaliam as condições do cidadão e é responsável por oferecer o encaminhamento para o serviço de assistência adequado. Os profissionais atuam na área realizando uma triagem e, caso não haja a necessidade de encaminhar a pessoa para um dos serviços de assistência social, os profissionais, com auxílio de parceiros, viabilizam o retorno ao seu local de origem.

A secretária municipal da Criança e Assistência Social, Andréia Lauande, avalia positivamente os resultados do serviço. "Essa é uma ação essencial para o desenvolvimento e aperfeiçoamento da política da assistência social promovida pelo prefeito Edivaldo. É um serviço que, além de identificar as pessoas que necessitam do atendimento, as aproxima da política de assistência social", afirmou a titular da pasta.

O serviço atende indivíduos de vários perfis. Além das pessoas em situação de rua, a ação permite assistência a usuários de substâncias psicoativas, ou cidadãos que necessitam de ajuda para retornar para sua cidade, estado ou país. O serviço é realizado em várias áreas da cidade, mas a rodoviária é considerada um ponto estratégico, já que diariamente contabiliza um grande fluxo de passageiros vindos de outras localidades.

A coordenadora do Serviço de Abordagem Social da Semcas, Marta Andrade, explica como funciona o fluxo de atendimento. "Assim que identificado pelos educadores sociais ou pela equipe de apoio da rodoviária, o cidadão é encaminhado para a nossa sala onde é realizada essa triagem. A maioria das pessoas que aqui chegam, nós encaminhamos para o Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP). É um trabalho articulado e que conta com o apoio de vários parceiros como a Vale", disse.

Para 2018, a proposta é aprimorar a ação para que o serviço possa beneficiar ainda mais pessoas e evitar que eles permaneçam em situação de rua. "Estamos avaliando constantemente nossas atividades, verificando o que precisa ser melhorado. O serviço tem tomado proporções cada vez maiores e tem auxiliado pessoas que têm utilizado o espaço da rodoviária para se abrigar", acrescentou a coordenadora Marta Andrade.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem