agencia

Notícias

Sábado, 12/05/2018 - 08h39

Escolas da rede municipal da Prefeitura de São Luís promovem evento em comemoração ao Dia das Mães

Música, dança, teatro, poesias, momentos de lazer e declarações de amor marcaram as festividades realizadas em diversas Unidades de Educação Básica da capital e emocionaram mães, alunos e professores

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Crianças apresentaram canções em homenagem às mãesEscolas da rede municipal de São Luís realizaram, esta semana, diversas atividades em comemoração ao Dia das Mães, que será celebrado neste domingo (13). Na programação das Unidades de Educação Básica (U.E.Bs.), desfiles, coral, dança, teatro, poesias, declarações de amor e momentos de lazer tiraram sorrisos, lágrimas e aplausos das mães e filhos presentes às festividades.

O secretário municipal de Educação, Moacir Feitosa, destaca a importância do papel das mães na educação dos filhos, bem como a influência de toda a família, para que as crianças e adolescentes possam usufruir bem do espaço escolar. "A escola é um complemento da educação que as crianças recebem em casa. Os estudantes precisam do apoio dos pais e de toda a família para se desenvolverem bem e se tornarem adultos felizes e realizados. Agradeço a parceria dos gestores, coordenadores e professores, cuja dedicação tem contribuído para a melhoria da educação de São Luís", assinalou.

Na U.E.B. Justo Jansen, os estudantes realizaram, na sexta-feira (11), várias encenações falando da importância das mães na educação dos filhos. Entre as personagens representadas estavam a mãe possessiva, a displicente, a serviçal, a complacente e a sensata – esta última foi a personagem principal, representando um estilo de mãe mais desejado, que não só dá amor e ensina, mas aconselha e corrige quando o filho erra. Os estudantes também dançaram, cantaram em coral e fizeram declarações de amor que tiraram sorrisos e lágrimas das mães presentes.

Layna Bogéa, de 28 anos, tem dois filhos estudando na U.E.B. Justo Jansen: João Guilherme, de 7 anos, que faz o 3º ano, e Pedro Henrique, de 6, que cursa o 2º. "Estou lisonjeada com a homenagem feita pela escola e pelos alunos. Pedi licença no meu serviço, pois não queria perder este momento", fala a mãe, emocionada. O João Guilherme disse ter achado a festa linda e que adora ir para a escola. "Gosto muito daqui. Agradeço a Deus por esta escola. E estou muito feliz por minha mãe ter vindo me ver", disse.

A professora Lúcia Elena Porto, do 4º ano na U.E.B. Justo Jansen, conta que trabalha há 12 anos na escola e que, mesmo estando à frente da organização, ajudando em tudo, não deixa de se emocionar. "É um trabalho muito gratificante, tanto nós professores quanto os próprios alunos nos doamos de corpo e alma, nos engajamos mesmo. Não tem como não se emocionar", destacou.

A gestora da Unidade, Soraya Pinheiro, disse agradecer primeiramente a Deus, e, em segundo lugar, às famílias, sempre presentes na vida escolar dos filhos. "Obrigada por participarem deste momento lindo. Mas, lembrem-se que Dia das Mães é todo dia", observou.

ATIVIDADES

O dia foi de celebração na U.E.B. Chapeuzinho Vermelho, bairro Maiobinha. O evento contou com apresentação de vídeo das crianças na escola; dinâmica com as mães; brincadeiras e musical apresentado pelos estudantes.

A gestora da U.E.B. Chapeuzinho Vermelho, Telma Suely dos Santos Lima, explicou que a escola promove todo ano este encontro como forma de estreitar os laços da família com a escola. "Com muito carinho produzimos esse dia especial para as mamães porque entendemos que todo dia é o seu dia, mas devemos homenageá-las pela força de exercer seu papel de mãe. Nesta oportunidade destacamos a parceria da escola para a construção dos valores de futuros homens e mulheres de bem", disse a gestora.

Na programação também aconteceu sorteio de presentes, almoço e doces de sobremesa. Para Josélia Prazeres dos Santos, 26 anos, mãe do pequeno Hudson Mateus Prazeres dos Santos, 6 anos, a festa foi bastante divertida e emocionante. "Estou encantada com a apresentação dos meninos, foi tudo feito com muita dedicação pela escola e nós só temos a agradecer por todo cuidado e dedicação para com os nossos filhos. Eu amei passar o dia aqui", disse a mamãe do Hudson.

E para homenagear também as professoras, uma equipe de mães dos estudantes da U.E.B. Chapeuzinho Vermelho preparou lembranças para o corpo docente da escola, como forma de demonstrar a gratidão pelo trabalho desenvolvido na escola.

Para Patrícia Neli dos Santos Lima, 35 anos, mãe do estudante José Calebe Lima Silva, 5 anos, as professoras são como mães para os filhos. "Fizemos uma homenagem para as professoras porque elas também são como uma mãe para os nossos filhos. Queremos agradecer toda dedicação, o tratamento da escola. Nós os deixamos e ficamos confortáveis, pois sabemos que estão sendo bem acolhidos e tratados. Para agradecer todo empenho, estamos aqui também, para comemorar com elas, que tanto amam e educam nossos filhos", disse a mamãe emocionada.

PASSEIO NO PARQUE

Crianças da Unidade de Educação Infantil U.E.B. Araripina Alencar Fecury (Bairro de Fátima), fizeram um passeio com suas mães ao Parque do Bom Menino, onde as professoras realizaram diversas brincadeiras lúdicas para promover a integração entre as crianças e suas mães. "É um momento também muito importante para que a família veja de perto o trabalho que desenvolvemos com seus filhos", disse Márcia Marques, coordenadora pedagógica da U.E.B. "Adorei o passeio, foi bem relaxante", comentou a cabeleireira Eleudes Freitas, mãe das gêmeas Rhadija e Rhayanna, de 5 anos.

SESSÃO SIMULTÂNEA DE LEITURA

Para as mães das crianças da creche Luís Martins do bairro Bom Milagre, a comemoração do Dias das Mães foi com muita leitura. Por lá, a programação se deu em dois momentos. No primeiro, as mães tiveram que escolher um livro com histórias infantis e tiveram que ler essa história para os seus filhos, com a intenção de despertar neles o hábito da leitura. Já no segundo momento, os filhos entregaram para as suas mães um livro que elas produziram. No livro, tinham desenhos coloridos e frases que eles escreveram para as suas mães.

A produção do livro faz parte do projeto Sessão Simultânea de Leitura, que acontece desde o ano passado, e tem como objetivo trazer a família para dentro da sala de aula e trabalhar as questões entre os estudantes, família e sociedade. Para Luciana, a coordenadora da escola, a importância de levar os pais para a sala de aula é gratificante, pois melhora a autoestima das crianças. "A criança se sente valorizada com a presença da família. A autoestima dessa criança aumenta. Ela sente prazer em vir para a escola. Se o pai e a mãe valorizam a escola, a criança também sente a responsabilidade de valorizar os coleguinhas, as tias e todos", disse.

Para a gestora da escola, Célia Bastos, é muito importante ter os pais e responsáveis mais próximos da escola. Ela também pontuou a importância de aprender até na hora da diversão. "Nesse momento o que está acontecendo de mais importante é a participação da família na escola, por que essa vivência faz com que os pais entendem que a educação infantil não é apenas um lugar de brincar. Quando os pais começam a entender a rotina da escola, eles começam a compreender como a educação municipal funciona. O importante não é brincar por brincar, mais é desfrutar daquele momento de descontração com um sentido de aprendizagem".

Para a dona Jocilene Alves, mãe da Maria Fernanda, de 5 anos, esse momento onde os pais passam a participar das atividades dos seus filhos, vindo até a escola é muito importante."Eu acho muito bom participar da vida escolar da minha filha, até por que eu não tive essa oportunidade com minha mãe, sem contar que eu acho esta escola muito boa para as crianças estudarem", afirmou.

A mãe fala ainda sobre o projeto Sessão Simultânea de Leitura. "Antigamente quase não se via incentivo à leitura nas escolas, mais agora é diferente, os professores realmente colocam as crianças para terem amor pelos livros e pela leitura".

Alana Cavalcante, mãe de André Henrique, de 5 anos e Benjamim Felipe, de 3 anos, fala da receptividade da escola quando os pais participam de algum evento na creche. "Acho muito interessante essa recepção aos pais, pois aqui na escola todos somos muito bem recebidos. Essa ideia de colocar os pais dentro da unidade deixa as crianças se sentindo mais acolhidas. Eles inserem os pais na vida do estudante, isso é bom".

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem