agencia

Notícias

Sábado, 23/06/2018 - 12h47

Implantado pelo prefeito Edivaldo, Educar Mais completa um ano de avanços no ensino municipal

Programa tem foco na aprendizagem, monitoramento, formação continuada, gestão e infraestrutura; iniciativa baliza a política pedagógica e garante mais qualidade ao processo ensino-aprendizagem

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Prefeito Edivaldo transforma Educação de São Luís com programa ’Educar Mais’

Um ano após a sua implantação pela Prefeitura de São Luís, o programa 'Educar Mais', uma iniciativa da gestão do prefeito Edivaldo, avança na consolidação de uma política pública educacional com foco em cinco pilares desenvolvidos de forma articulada: Sistema de Avaliação, Gestão, Formação Docente Continuada, Melhoria da Infraestrutura e Monitoramento e Acompanhamento do Programa. Em conjunto, a aplicação dessas ações reafirma o direito fundamental à educação, norte da iniciativa, planejada e executada pela gestão municipal.

"A nossa meta é promover a melhoria da Educação municipal como um todo, pensando e agindo em todos os aspectos da política pedagógica e tendo como principal objetivo proporcionar às nossas crianças uma formação de qualidade. Para isso estamos investindo em várias frentes por meio do programa 'Educar Mais' e, até o fim do nosso mandato, seguiremos trabalhando para que os benefícios continuem acontecendo. Não tem sido fácil pois estamos em um cenário de crise e queda de receita. Mas, mesmo diante de todas as dificuldades, estamos reestruturando a Educação municipal, garantido um futuro melhor para todos. Já avançamos muito e vamos avançar mais", diz o prefeito Edivaldo.

O secretário municipal de Educação (Semed), Moacir Feitosa, observa que para promover a transformação na Educação, é preciso atuar em várias frentes. "Em educação não dá para mexer apenas em uma variável. É preciso observar todo o conjunto. Com as intervenções que estamos fazendo, por exemplo, esperamos que no final do ano, quando será aplicada a Prova Brasil, tenhamos um resultado muito melhor do que os encontrados antes da gestão do prefeito Edivaldo", pontua.

REFORMAS

Um dos pilares mais visíveis do 'Educar Mais' é a reforma física das unidades, indutor de qualidade e transformação da educação pública. Com mais de 120 escolas requalificadas, sendo dezenas delas totalmente climatizadas, a gestão do prefeito Edivaldo, de forma inédita, caminha para reestruturar toda a rede municipal. A requalificação dos prédios está sendo feita de maneira planejada para não provocar alterações no calendário escolar.

Além de proceder com a recuperação dos prédios, o programa prevê a manutenção permanente dos edifícios requalificados. A Semed trabalha para conter a cultura da depredação com iniciativas transformadoras como o programa 'Operário da Paz', um trabalho por amostragem no qual a escola mais atingida recebe maior apoio.  

AVALIAÇÃO

Com a implantação do sistema de avaliação, denominado Simae, outro pilar do programa Educar Mais, a Semed obteve conhecimento científico sobre cada uma das salas de aulas e, individualmente, de cada aluno. A partir da avaliação das 15 habilidades que a criança tem que apreender até os 8 anos de idade, foi possível identificar o que ainda precisa ser melhorado. São habilidades fundamentais para o desenvolvimento da trajetória educacional.

As intervenções na área pedagógica estão inseridas em um dos pilares do programa: da Formação Docente Continuada. A formação dá condição ao professor para que ele consiga superar as dificuldades que a criança, no âmbito das habilidades, tem de aprender, um direito considerado fundamental. A literatura científica entende que se a criança se alfabetiza no tempo certo, dificilmente abandona os estudos, seguindo regularmente sua vida escolar.

Como resultado concreto deste processo, a rede pública municipal vem invertendo a curva ascendente da evasão escolar e de reprovação, acentuada no início desta década. No entendimento do secretário, a questão do fluxo na rede não é uma meta exclusiva. "Não basta apenas reduzir o índice de evasão, temos que melhorar o desempenho", ressalta Moacir Feitosa.

Dados mostram tendência de recuperação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) em São Luís, que registrou queda na última medição. Para o 5º ano do Ensino Fundamental, o Ideb cresceu de 4,1 para 4,5. É a melhor marca alcançada pelo Ideb em São Luís desde que o indicador começou a ser usado para medir a qualidade da educação. Para o 9º ano do Ensino Fundamental, o indicador passou de 3,7 para 3,9. É o terceiro melhor resultado entre as capitais do Nordeste, ficando à frente de cidades como Natal e Recife, por exemplo.

GESTÃO

Do ponto de vista da gestão, a Prefeitura tem investido na implantação do sistema de gestão escolar, que visa modernizar e informatizar toda a rede. "Estamos mudando a cultura de produção de dados para que se possa planejar melhor a vida da escola e da secretaria enquanto rede", destaca o secretário. A estimativa é que esta implantação seja concluída no final de 2019.

Por meio deste sistema foi possível realizar pela primeira vez a matrícula on-line, evitando fila. A partir do próximo ano, toda a matrícula será feita desta forma. Está em teste o diário eletrônico, no qual o professor lançará dados por meio de aplicativo em qualquer terminal de computador. Todas as escolas da rede municipal estão recebendo computadores na busca da melhoria da informação e de dados confiáveis.

A Prefeitura instalou este ano 100 pontos de alta velocidade de internet em fibra ótica nas escolas, e mais 100 serão instalados em 2019. O sistema permite que os dados do senso escolar migrem para o sistema do Ministério da Educação, com monitoramento feito pela Semed.

Em maio deste ano o prefeito Edivaldo entregou 300 notebooks e 200 impressoras para escolas da rede municipal como parte da ação de modernização da gestão escolar. A entrega dos equipamentos é parte do trabalho que vem sendo colocado em prática visando reestruturar a rede de ensino municipal.

MONITORAMENTO

O último pilar do 'Educar Mais' é o Acompanhamento e Monitoramento do Programa. No caso do pedagógico foi criado um comitê de gestores, composto por representantes dos sete núcleos. Um deles é escolhido pelos pares que trabalha todas as atividades. Fica também responsabilizado de reunir com seu núcleo para repassar encaminhamentos e estudos necessários. Além disso, conta com o núcleo de currículo, que trabalha a base nacional comum.

A Prefeitura de São Luís desenvolve, ao mesmo tempo, uma série de programas em parceria. Na parte da formação, a Semed fez parceria com a Fundação Lemos para oferecer curso de um ano e meio, processado em parte presencial e on-line, exclusivamente para melhorar a didática em Matemática. Deste vão participar 30 professores que depois desempenam papel de formadores.

No núcleo de alfabetização, focada no primeiro ciclo, está se processando o Programa Mais Alfabetização (PMAF), do Governo Federal. Este trouxe um incentivo ao professor, que recebe uma bolsa e tem como objetivo evitar distorção série/idade.

A Prefeitura articula entre quatro órgãos do governo – as secretarias de Educação, Administração, Instituto de Previdência e Procuradoria-Geral do Município - para acelerar processos de despachos de aposentadoria e convocar novos professores. Dos 482 aprovados no processo seletivo, a Prefeitura convocou, numa primeira etapa, 202 professores aprovados. Mais 126 foram convocados este mês.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem