agencia

Notícias

Terça-feira, 10/07/2018 - 17h28

Prefeitura de São Luís avança na implementação da Base Nacional Comum Curricular na Educação

A Prefeitura tem promovido discussões com os educadores da rede pública para dialogar sobre a Base Nacional Comum Curricular (BNCC)

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Em grupos de trabalho, profissionais da área discutem a Proposta Curricular da Rede Municipal tendo como referência a Base Nacional Comum Curricular

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), tem realizado diversos encontros com os educadores da rede pública de ensino para dialogar sobre a Base Nacional Comum Curricular (BNCC). O documento funcionará como um referencial descritivo de conteúdos e saberes a serem trabalhados em cada ano e segmento da Educação Básica, nas escolas brasileiras, definindo quais conteúdos devem ser repassados e o que é desejado que os estudantes saibam após cada etapa de aprendizado.

O secretário de Educação, Moacir Feitosa, ressalta que a Base Nacional Comum Curricular é importante porque define o que todos os estudantes têm direito de aprender, e é a oportunidade que as escolas têm de ter um currículo nacional de qualidade. "Temos como propósito estimular os coordenadores pedagógicos, diretores, professores e toda a classe de educadores da Semed, além de integrá-los às pautas da agenda em defesa de uma educação pública de qualidade, respeitando-se as diversidades dos sujeitos sociais. O trabalho que temos feito visa à superação, à inovação e à transformação da Educação de São Luís, pilares do programa 'Educar Mais', lançado pelo prefeito Edivaldo", comentou o titular da Semed.

Uma das estratégias para melhorar a qualidade da educação nacional, o documento é o responsável por estabelecer com transparência os processos relevantes que os estudantes deverão avançar em cada etapa da educação básica, garantindo, desta forma, os direitos de aprendizagem associado às metas e estratégias estabelecidas pelo Plano Municipal de Educação (PME) para que sejam cumpridas.

A BNCC possui um conjunto de 10 competências gerais que precisam ser reproduzidas de forma integrada às habilidades curriculares, durante toda a educação básica. As competências foram definidas a partir dos direitos éticos, estéticos e políticos assegurados pelas Diretrizes Curriculares Nacionais e de conhecimentos, habilidades, atitudes e valores essenciais para a vida. Desta forma, os direitos da pessoa humana estarão garantidos de acordo com a constituição brasileira.

IMPLEMENTAÇÃO

A secretária adjunta de Ensino, Maria de Jesus Gaspar Leite, explica que o processo de implementação da BNCC na rede está sendo gradativo. "A data limite para a prática e efetivação do documento nas escolas é até 2020. Com as diretrizes, estamos trabalhando o fortalecimento da Educação a fim de melhorar o desempenho das crianças, a qualidade da educação e a garantir o acesso e a permanência dos nossos estudantes na escola", diz.

A coordenadora do Núcleo de Currículo da Semed, Malila Abreu, explica que os professores estão recebendo formação para conhecer em profundidade o documento. "Além das formações para a rede municipal de ensino, a Semed está atualizando, com os educadores, a Proposta Curricular da Rede Municipal de São Luís (2009) por componentes. As competências gerais estão organizadas em área e sendo discutidas grupos de profissionais da Educação, como coordenadores, técnicos, superintendentes e professores da rede que estão em sala de aula".

São nove grupos de trabalho: Área de Línguas (Português, Inglês, Artes e Educação Física); Área de Matemática; Área de Ciências Humanas (História e Geografia); Área de Ciência da Natureza e a Área do Ensino Religioso. A professora e coordenadora do grupo de trabalho da área de Matemática, Waléria de Jesus Barbosa Soares, explica que são os currículos que vão definir os métodos de aprendizagem para que os estudantes concluam o ensino com êxito até o fim de cada ano.

"São Luís tem o seu próprio currículo. A base é uma referência nacional que orienta a atualização das metas e estratégias da nossa Proposta Curricular da Rede Municipal de São Luís aprovada no ano de 2009. Vale destacar que para a confecção de um trabalho democrático a Semed convidou para participar da elaboração e atualização do currículo da rede os profissionais que vivenciam o dia a dia da escola. Cada grupo de área é composto por coordenadores e professores que estão atuando em sala de aula", explicou a coordenadora.

A professora ainda pontuou como está sendo a dinâmica de trabalho dos grupos e a reflexão sobre o ensino e as transformações a serem feitas com o objetivo de melhorar o sistema educacional. "O nosso trabalho está bem estruturado e organizado. Temos encontros semanais, com participação por adesão, fortalecendo assim o processo democrático. Estamos atualizando a nossa Proposta Curricular que já era avançada. Já vínhamos discutido algumas estratégias que a base propõe, antes mesmo de existir a base como existe agora. Os grupos estão confiantes acerca do ganho e da inovação que a educação de São Luís alcançará com nosso currículo atualizado", concluiu.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem