agencia

Notícias

Quarta-feira, 03/04/2019 - 17h19

Prefeitura de São Luís leva programa Peixe Solidário a moradores de áreas atingidas pelas chuvas na capital

A iniciativa integra o pacote de ação colocado em prática pela gestão do prefeito Edivaldo voltado às famílias afetadas de forma direta pelas chuvas; além da assistência social o Prefeitura também atua na melhoria da infraestrutura dessas áreas

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Prefeitura levou programa Peixe Solidário ao Sá Viana nesta quarta-feira (3)

A Prefeitura de São Luís, como parte da política de combate à insegurança alimentar, entregou nesta quarta-feira (03) 12 toneladas de peixes às famílias da capital. Cerca de seis mil famílias receberam o alimento entregue por meio do Programa Peixe Solidário. Entre estas, moradores de áreas diretamente afetadas pelas chuvas. Foram contemplados moradores dos bairros Sá Viana, Salina do Sacavém, Vila Itamar e Ponta do Bonfim. A ação integra uma série de medidas da gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior no atendimento aos mais atingidos pelas chuvas que têm caído de forma intensa na capital deste o último mês quando o indicie pluviométrico chegou a quase 800 mm.

As áreas afetadas recebem da Prefeitura ações de infraestrutura, assistência social com a entrega de cestas básicas e a inclusão de famílias no aluguel social, o acompanhamento da Defesa Civil e ações de saúde. 

No bairro Salina do Sacavém somaram três toneladas de peixes entregues a 1,5 mil famílias. "Essa área está entre as mais prejudicadas pelas fortes chuvas, onde houve registros de desabamentos e alagamentos e, em alguns casos, resultou na retiradas dos moradores de suas casas. O programa Peixe Solidário é mais uma forma da gestão do prefeito Edivaldo ajudar a atenuar a situação da famílias dessas áreas", pontuou a secretária municipal de Segurança Alimentar (Semsa), Fatima Ribeiro.

Para os beneficiados, o apoio com o alimento é um alento e um importante reforço para uma refeição melhor. "Esta é a primeira vez que recebo, mas já vi aqui que é um produto bom, de qualidade. Essa ajuda é importante e precisamos muito", disse a dona de casa Domingas Lima, 53 anos, que mora com esposo e quatro crianças. Neste período, com a proximidade da Semana Santa, o consumo de peixe aumenta. O aumento pela procura do produto reflete diretamente no preço. Ao proporcionar de forma gratuita o pescado às famílias a Prefeitura também está contribuindo para a economia domestica. 

O aposentado Benedito Silva Santos, 73 anos, mora com mais três pessoas na residência e agradeceu o reforço alimentar do programa Peixe Solidário. "Eu já conhecia esse programa e já recebi outras vezes. Sempre vem em boa hora. Peixe é um bom alimento e serve para todo mundo. Aqui todos precisam e a Prefeitura está de parabéns", disse.

Pai de quatro filhos menores de idade, o dançarino de bumba emu boi, Jurandir Leocádio Sobrinho, 46 anos, destacou o programa como uma das importantes ações para quem precisa. "A gente vive com dificuldade e nem sempre comprar um alimento é possível. O peixe é um dos melhores alimentos que existe e a gente poder ter de graça, já ajuda bastante. O bom é que vem para quem está precisando mesmo", enfatizou.

O programa Peixe Solidário prioriza cadastrados no CADÚnico e Bolsa Família - programas do Governo Federal; e inscritos nos Centros de Referência de Assistência Social, equipamentos da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas). 

O programa Peixe Solidário terá continuidade nesta quinta-feira (4), no bairro Vila Bacanga. Serão três toneladas entregues a 1,5 mil famílias. A distribuição tem como foco auxiliar as famílias que sofreram com as chuvas intensas naquela área. A indicação dos beneficiados é feita pelo Centro de Referência e Assistência Social (Cras) e a entrega será na União de Moradores do bairro, a partir das 8h30.

OUTRAS AÇÕES 

A Prefeitura tem reunido esforços para atender às demandas das famílias por conta das chuvas, com a promoção de várias iniciativas em área que tiveram prejuízos. Em bairros como Salina Sacavém, a Prefeitura, por meio da Semcas, entregou cestas básicas de alimentos contendo mais de 20 itens não perecíveis, entre estes, arroz, macarrão, açúcar, feijão, bolacha, leite, café e outros.

Ainda na área da assistência social, a gestão está atuando na garantia de abrigo às famílias que não têm para onde ir e o aluguel social. A gestão do prefeito Edivaldo deu início, esta semana, ao pagamento de aluguel social concedido a parte das famílias desabrigadas. Para as famílias que possuem conta bancária, o benefício foi disponibilizado ainda no sábado (30). As outras famílias, que não possuem contas, o saque do benefício foi disponibilizado a partir de segunda-feira (1º), através de cheque administrativo e nominal. Neste primeiro momento estão sendo pagos mais de cem benefícios.

Os pontos de risco também foram alvo de vistorias técnicas, promovidas pelas equipes da Defesa Civil Municipal, órgão da Secretaria Municipal de Segurança com Cidadania (Semusc). O trabalho é contínuo e foi intensificado devido as fortes chuvas. A Defesa elaborou plano de contingência para ações de atendimento nos locais das ocorrências e para o deslocamento de pessoas, quando necessário.

Somado ao trabalho técnico com as vistorias e monitoramento das áreas, a Defesa Civil Municipal promove ações educativas junto aos moradores, orientando sobre os perigos e como agir em caso de possíveis deslizamentos ou desabamentos.

No cronograma de ações preventivas e de infraestrutura estão incluídos diversos pontos da cidade que sofrem com as fortes chuvas. Por determinação do prefeito Edivaldo a Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp) continua intensificando os trabalhos para prevenir e minimizar os impactos das chuvas buscando melhores condições de vida e mobilidade para a população.

Na Rua Permínio Lindoso, no bairro Sá Viana, região Itaqui-Bacanga, agentes municipais trabalham realizando a contenção de encosta feita com sacaria de solo-cimento, uma mistura composta por areia e cimento, que estabiliza o local evitando que novos deslizamentos de terra ocorram. Em conjunto com outras secretarias municipais, a Semosp continua atuando na Rua Militana Ferreira e Rua Tomaz Aquino executando serviços para prevenir incidentes nesses pontos que são considerados áreas de risco nesse período chuvoso.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem