agencia

Notícias

Segunda-feira, 15/04/2019 - 09h45

Prefeitura mobiliza moradores de áreas de risco com implantação de Núcleos Comunitários da Defesa Civil

Por meio dos núcleos, gestão do prefeito Edivaldo fortalece elo com as comunidades dos bairros que concentram as chamadas áreas com possibilidade de deslizamentos e desabamentos

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Prefeitura mobiliza moradores de áreas de risco com implantação de Núcleos Comunitários da Defesa CivilA Prefeitura de São Luís trabalha a gestão de emergências em épocas de chuvas e faz o serviço de prevenção e o monitoramento das 60 áreas consideradas de risco na capital maranhense durante os 12 meses do ano. Uma das ferramentas colocadas em prática na gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior que tem trazido resultados consistentes no enfrentamento aos riscos climáticos é a mobilização das comunidades dos bairros que concentram as chamadas áreas com possibilidade de deslizamentos e desabamentos. A ação de mobilizar os moradores acontece por meio dos Núcleos Comunitários da Defesa Civil (NUCDCs), ligados à Defesa Civil Municipal, órgão da Secretaria Municipal de Segurança com Cidadania (Semusc).

Atualmente, São Luís conta com seis NUCDCs implantados nos bairros Sá Viana, Túnel do Sacavém, Quintas dos Machados, Vila Lobão e Vila Conceição. O mais recente é o Núcleo Comunitário da Vila Dom Luís, na área Itaqui-Bacanga, criado no início de abril, com o apoio do Movimento das Mulheres da Vila Dom Luís (MOVILA) e que deverá fazer o cadastramento de 3.903 famílias da área.

De acordo com o secretário de Segurança com Cidadania de São Luís, Heryco Coqueiro, os núcleos funcionam como uma espécie de elo entre as comunidades e a Defesa Civil. "Nós trabalhamos o engajamento das comunidades e assim tornamos os moradores participativos, informados e conscientes de seus direitos e deveres no que se refere à segurança comunitária", afirma o gestor.

A superintendente de Defesa Civil Municipal, Elitânia Barros, explica que a criação dos NUCDCs são uma recomendação da Defesa Civil Nacional. "Nos núcleos, levamos conhecimentos sobre Defesa Civil para os moradores que, por sua vez, se tornam voluntários. Por conta dos treinamentos e em situações de riscos, são eles que dão a primeira resposta de ação, ligando para a Defesa Civil e informando os procedimentos que estão tomando para evitar possíveis sinistros", informa.

Na Vila Dom Luís, localizada próximo à Barragem do Bacanga, o ponto de risco é uma encosta entre as ruas da Mangueira e São Pedro. Os próprios moradores estão ajudando a Defesa Civil nos levantamentos de dados sobre a situação das vias e também fazem um trabalho de convencimento de outros moradores para que atendam às orientações do órgão e saiam das áreas de riscos. "Eles mantém contato direto com a gente, nos passando qualquer situação fora da normalidade", destaca Elitânia Barros.

 

Nos próximos dias, os moradores voluntários devem fazer um levantamento na área da Vila Dom Luís para verificar a presença e a quantidade de crianças, mulheres grávidas e idosos, informação que é importante na hora de possíveis sinistros. "Atualmente, já temos 15 famílias cadastradas no núcleo e vamos continuar com o trabalho para amenizar os sustos e os transtornos para a comunidade", relata Vera Jordão, presidente do MOVILA e moradora do bairro.

Os núcleos são um complemento para as ações da Prefeitura no gerenciamento em áreas de risco e possíveis ameaças decorrentes de fenômenos naturais, o que também tem contribuído para evitar tragédias e para a redução de áreas de riscos nos bairros de São Luís.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem