agencia

Notícias

Terça-feira, 16/04/2019 - 18h26

Biblioteca da Prefeitura de São Luís encerra programação do Livro Infantil com contação de histórias no Socorrão I

Ação foi realizada na Ala de Pediatria do hospital e encerrou as comemorações pelo Dia do Livro Infantil (2); Dia da Biblioteca (9); Dia Nacional do Livro Infantil (18); e Dia Mundial do Livro (23)

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Crianças e equipe médica do Socorrão I participaram da atividade promovida pela Secult e SemedUma alegria contagiante. Esse é o efeito que uma boa história causa em crianças, que sabem como ninguém dar asas à imaginação. Não foi diferente no encerramento da Semana do Livro Infantil, que realizou contação de histórias na Ala de Pediatria do Hospital Municipal Djalma Marques (Socorrão I), no Centro, na tarde desta terça-feira (16). O evento foi promovido pela Biblioteca Municipal José Sarney, equipamento da Prefeitura de São Luís, ligado à Secretaria Municipal de Cultura (Secult), com apoio da Secretaria Municipal de Educação (Semed).

A Semana do Livro Infantil é realizada todo ano durante o mês de abril, que reúne várias datas comemorativas relacionadas à leitura, como Dia do Livro Infantil (2), em homenagem a Hans Christian Andersen, autor do clássico 'Patinho Feio'; Dia da Biblioteca (9); Dia Nacional do Livro Infantil (18), que comemora o aniversário de Monteiro Lobato; e Dia Mundial do Livro (23).

"Este ano, o diferencial foi a realização de atividades de extensão, fora da Biblioteca, durante essa primeira semana. Foi gratificante. A gente alcançou um público maior, de 400 crianças, que nunca iríamos conseguir atender na Biblioteca em tão curto período de tempo, por causa da dificuldade de transporte, principalmente quando falamos em estudantes do jardim. O restante vamos fazer na Biblioteca", explica a diretora da Biblioteca, Rita Oliveira.

O terapeuta ocupacional da Ala de Pediatria do Socorrão I, Josenilson Brandão, conta que o hospital é um ambiente estressante para crianças e que atividades lúdicas "contribuem para o tratamento porque as fazem interagir com outras pessoas e entre elas mesmas. Nossa brinquedoteca abre pela manhã e à tarde todos os dias e tem atividades especiais em datas comemorativas, como essa".

A pequena Lia Costa, de 3 anos, foi a criança que mais interagiu durante a contação de histórias, ela sorria e fazia sorrir as outras crianças e seus familiares. "Ganhei o livro A Bela Adormecida [fala sobre a doação de livros realizada pela Biblioteca]. Gostei do Leão, a história é divertida", diz, apontando para a contadora de histórias Marlucie Emily, que comandou a programação.

ESCOLA

Na sexta-feira (12), às 14h30, a Unidade de Educação Básica (U.E.B.) São Sebastião, no Bairro de Fátima, foi palco da contação de histórias. A diretora Lilian Maria Veloso declara que foi a primeira vez que a escola recebeu a equipe da Biblioteca. "Quando vem gente nova para a escola, as crianças ficam animadas. A maioria já conhece a Biblioteca, porque sempre somos convidados para participar das atividades", revela.

Kauã Lucas Silva, de 10 anos, é estudante do 5º ano e participou ativamente, com destaque para a imitação do ratinho que fez durante a contação da história 'O Casamento da Dona Baratinha', arrancando risos dos colegas de turma. "Gosto de histórias que o herói salva a princesa do vilão e tem um final feliz. Leio sempre e gosto de comprar revistinhas em quadrinhos. Gosto da Turma da Mônica", conta.

Kauã Lucas Silva, de 10 anos, estudante do 5º ano da Unidade de Educação Básica São Sebastião, no Bairro de Fátima.

Também houve programação da Semana do Livro Infantil na Creche Araripina (11), no Bairro de Fátima; no Hospital da Criança (10), na Alemanha; e na Associação Carente do Bairro de Fátima (9). Os eventos contaram com a participação de contadores de histórias da Semed.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem