agencia

Notícias

Quarta-feira, 15/05/2019 - 17h06

Prefeitura de São Luís leva postos volantes de vacinação contra gripe a bairros populosos da capital

Equipes de imunização estão percorrendo bairros com grande concentração popular, como forma de aproximar e facilitar o acesso do público-alvo à vacinação; a exemplo das semanas anteriores nesta sexta (17) e sábado (18) equipes volantes estarão vacinando em shoppings da capital

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Gestão do prefeito Edivaldo leva postos volantes de vacinação contra gripe a bairros populosos da capitalEm mais um esforço para atingir a meta de imunização contra gripe, o prefeito Edivaldo Holanda Junior ampliou, esta semana, as estratégias de saúde para garantir maior cobertura vacinal contra a doença na capital e imunizar o público prioritário da campanha. Desta vez, os postos volantes de imunização estão sendo levados a bairros de grande concentração popular, como forma de aproximar e facilitar o acesso das pessoas à vacinação. A ação foi iniciada nesta quarta-feira (15) pelo Residencial Santo Antônio, no Maracanã. A nova estratégia de trabalho será desenvolvida até dia 29 deste mês.

A iniciativa integra as ações preventivas de saúde que vêm sendo executadas pela Prefeitura de São Luís, visando à prevenção de doenças. As ações de vacinação seguem em outros pontos da cidade como shoppings e escolas e nas salas de imunização da rede, sob a coordenação da Secretaria Municipal de Saúde (Semus). Ainda como estratégia para abranger o máximo possível a população-alvo da campanha, nas sextas-feiras e nos sábados de todo o mês de maio, os postos volantes também estão sendo instalados nos shoppings São Luís (Jaracati), da Ilha (Ipase) e Rio Anil (Turu). Nesta sexta-feira (17) e no sábado (18), as equipes estarão novamente nesses locais, das 14h às 19h.

Além dessas ações pontuais de vacinação, todas as salas de imunização da rede municipal continuam mobilizadas para atender o público-alvo da vacinação contra a Gripe Influenza. Ao todo são 63 postos de saúde disponibilizando a vacina de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. A intenção é atingir a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde que prevê a imunização de pelo menos 90% de um total de 286.014 pessoas pertencentes aos grupos prioritários em São Luís, até 31 de maio, quando encerra a campanha nacional. Com as diversas iniciativas de mobilização contra a gripe na capital, a Prefeitura já conseguiu vacinar, desde o início da campanha, em 10 de abril, cerca de 119.700 pessoas, algo em torno de 41,85% da meta.

"As estratégias pontuais de mobilização para nos aproximarmos da população-alvo da campanha de vacinação contra a gripe têm sido fundamentais para abrangermos esse público e atingirmos a meta de cobertura vacinal prevista para a capital. E para isso não temos medido esforços. Antes e após o Dia D Nacional, com a orientação do prefeito Edivaldo, realizamos uma série de ações com esse propósito, como o Dia D Municipal e também indo até as escolas, creches, órgãos públicos, shoppings, conjuntos populacionais e outros espaços onde sabemos que podemos encontrar as pessoas pertencentes aos grupos prioritários da campanha", informou o titular da Semus, Lula Fylho.

Nesta quinta-feira (16), o trabalho dos postos volantes de vacinação estará no Residencial São Raimundo. O público prioritário será atendido no Conselho Comunitário Cultural do bairro, na Praça Deus é Fiel. E na sexta-feira (17), as equipes atenderão nos residenciais Amendoeira e Ribeira, com postos instalados na União de Moradores dessas localidades. Na segunda-feira (20), o posto volante de imunização estará por toda a manhã na Vila Conceição, na Creche Escola Nossa Senhora da Conceição, seguindo para a Vila Samara, dia 21; Vila Maranhão, dia 22; Cantinho do Céu, dia 23; Arraial, dia 24; Residencial Vila Maranhão, dia 27; Cohatrac, dia 28; encerrando as atividades na Vila Colier, dia 29.

Os postos volantes também foram levados para creches e escolas da rede municipal, para vacinar as crianças na faixa etária de seis meses a menores de seis anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias). Ainda entre as estratégias desenvolvidas na capital com o objetivo de alcançar a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde está também a realização do D Municipal Contra a Gripe, ocorrido no dia 13 de abril, quando foram vacinadas, somente nesse dia, mais de três mil pessoas pertencentes ao grupo prioritário.

PÚBLICO-ALVO

De acordo o Ministério da Saúde, o público-alvo da campanha inclui pessoas com 60 anos ou mais, crianças de seis meses a menores de seis anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), trabalhadores da saúde, professores das escolas públicas e privadas, populações indígenas, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

Também foram incluídos como público-alvo policiais civis e militares, bombeiros e membros das forças armadas. A vacinação contra a Influenza é uma medida efetiva de prevenção, com eficácia de seis a 12 meses.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem