agencia

Notícias

Quinta-feira, 27/06/2019 - 15h53

Prefeitura e Organização Pan-Americana da Saúde discutem ações para controle das Infecções Sexualmente Transmissíveis

Reunião antecede assinatura do contrato de parceria entre município e a entidade internacional; cidade foi escolhida pelas avançadas políticas de prevenção e controle das ISTs implantadas na gestão do prefeito Edivaldo

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Prefeitura e Organização Pan-Americana da Saúde discutem ações para controle das ISTsA Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus) se reuniu nesta quinta-feira (27), com representantes da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAs) para discutir algumas ações prévias à assinatura do contrato de parceria técnica entre o município e a entidade internacional, visando ao incremento e avanço das políticas públicas de saúde no controle das Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) na capital maranhense. Cidade foi escolhida pelas avançadas políticas de prevenção e controle das ISTs implantadas na gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior. 

A representante da OPAs, Grasiela Araújo, enfatizou a importância da união entre as partes, e reafirmou os investimentos que serão feitos na ampliação das estruturas dos Centros de Testagem e Acolhimento (CTAs) do Lira e do Anil, além de capacitação dos profissionais para ampliar o alcance das ações de controle já feitas pela gestão do prefeito Edivaldo. "São Luís foi escolhida para esse convênio por suas avançadas políticas de implantação de ações de prevenção e controle das ISTs entre o público-alvo", disse.

O secretário municipal de Saúde, Lula Fylho destacou o empenho da gestão do prefeito Edivaldo no desenvolvimento de estratégias que diminuam os riscos de infecções. "São políticas cujos resultados são percebidos a médio e longo prazo, mas com os investimentos feitos pela Prefeitura já temos indicadores da redução de casos das principais ISTs, decorrentes do diagnóstico precoce e da oferta de tratamento em várias unidades da rede", pontuou.

Durante a reunião foi definido um cronograma que inclui desde o envio ao Ministério da Saúde, de relatório sobre as medidas de controle das ISTs em São Luís até a liberação dos recursos a serem aplicados na capital maranhense.

O Programa de Controle da ISTs, da Prefeitura de São Luís, disponibiliza teste rápido para diagnóstico de HIV e sífilis, aconselhamento, distribuição de preservativos, tratamentos e as profilaxias Pré e Pós infecção pelo vírus da Aids.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem