agencia

Notícias

Quarta-feira, 10/07/2019 - 14h12

Escolas municipais de São Luís são contempladas com projetos sociais em áreas como artes, leitura e esporte

Os projetos serão desenvolvidos entre os meses de julho e dezembro deste ano e reforçam o trabalho que vem sendo executado pela gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior na área da Educação

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Escolas municipais são contempladas com projetos sociais em áreas como artes, leitura e esporteProjetos aprovados pelo Edital Fundo de Fomento Redes de Territórios Educativos, uma iniciativa da Fundação Itaú Social, serão desenvolvidos em escolas da rede municipal de ensino de São Luís. Os projetos selecionados foram certificados na manhã da última terça-feira (9), em solenidade no auditório do Convento das Mercês, na Rua da Palma. Dos 14 projetos selecionados pelo Fundo, cinco contemplam Unidades de Educação Básica (U.E.Bs) da Rede Municipal de Ensino de São Luís e reforçam o trabalho que vem sendo desenvolvido pela gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior na área da Educação.

Os projetos premiados e que receberam certificação serão desenvolvidos entre os meses de julho e dezembro deste ano. As áreas de atuação dos projetos são as mais diversas: artes, esportes, leitura, escrita, cultura, qualificação profissional, entre outras.

A cerimônia de certificação contou com a presença de gestores escolares da Rede Municipal e representantes das instituições parceiras nos projetos e das entidades executoras – a Fundação Itaú Social e o Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável (Cieds). Participaram, ainda, representantes da Rede de Educação Integral (REI) de São Luís, que conta com representantes da Secretaria Municipal de Educação (Semed) e da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas).

O secretário de Educação, Moacir Feitosa, destacou a Rede de Educação Integral como um importante espaço de discussão de ações para a promoção da Educação integral e falou da satisfação de contar com a parceria de importantes instituições, neste caso específico, do trabalho de organizações sociais de base que escolheram as escolas da Rede Municipal para realizarem seus projetos. "Fico feliz pela sensibilidade dessas organizações com projetos premiados pela Fundação Itaú Social que vão beneficiar centenas de estudantes de nossas escolas", disse Moacir.

Os projetos selecionados pelo edital do Fundo de Fomento que vão ser desenvolvidos nas Unidades da Rede Municipal são: "Encantando com Arte", do Centro Beneficente Nossa Senhora da Gloria (U.E.B. Senador Miguel Lins); "Diálogos Culturais", do Laboratório de Expressões Artísticas (U.E.B. Bandeira Tribuzzi); "Pão na Mesa", do Centro Educacional e Profissional do Coroadinho (U.E.B. Professor Rubem Almeida); "Viajando na Sacola Mágica da Leitura e Literatura", da Associação das Donas de Casa da Salina do Sacavém (U.E.B. Darcy Ribeiro); e "Planeta Terra; Casa Comum", da Associação Obras Sociais Frei Antonio Sinibaldi (U.E.B. de Educação Infantil Criança Feliz).

LEITURA E LITERATURA

Segundo a gestora da U.E.B. Darcy Ribeiro, Itacyjara da Silva Costa, muitas mães de alunos são da Associação das Donas de Casa da Salina do Sacavém e este foi um dos motivos pelos quais a escola foi escolhida para o desenvolvimento do projeto, que vai atender aproximadamente 300 estudantes do 1º ao 5º ano. "Acredito que o projeto vai ser um incentivo a mais para os nossos estudantes, para aguçar ainda mais o prazer pela leitura e pela literatura", assegura Itacyjara.

A presidente da Associação das Donas de Casa da Salina do Sacavém, Telma Marques Arouche, diz que além da UEB Darcy Ribeiro o projeto será desenvolvido no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) do Distrito Coroadinho. Ela explica que o projeto "Viajando na sacola mágica da leitura e literatura" é itinerante (acontecerá em alguns momentos na escola e em outros no Cras); e vai ser realizado com mediação de leitura, oficinas e outras atividades, com foco principalmente nos estudantes com dificuldade de aprendizado em leitura e escrita.

O projeto também prevê o intercâmbio com outra escola do bairro, localizada próxima à U.E.B. Darcy Ribeiro. Intercâmbio este que será feito com a troca de cartas entre os estudantes. "Fizemos uma parceria com os Correios para que as cartas que serão escritas no decorrer do projeto sejam enviadas a outros alunos desta escola local", conta. Telma Marques diz que o projeto inicia dia 10 de julho, e tem previsão para encerrar no dia 20 de dezembro. Para a culminância será gravado um vídeo com o resultado do projeto, onde os estudantes irão falar um pouco do que eles aprenderam e das experiências que tiveram.

PÃO NA MESA

O projeto "Pão na Mesa", do Centro Educacional e Profissional do Coroadinho, vai ensinar Panificação e Confeitaria a cerca de 60 estudantes do 9º ano da U.E.B. Rubem Almeida e também da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Segundo a gestora da escola, Ana Maria Frazão Gama, o principal objetivo do projeto é inserir estes jovens na sociedade e no mercado de trabalho.

"São jovens em situação de vulnerabilidade que intentamos inserir no mercado de trabalho, conseguindo um emprego ou incentivando-os a tocar seu próprio negócio", explica a gestora da U.E.B. Rubem Almeida, que também pretende levar o Sindicato de Panificação de São Luís para a escola, para que conheçam o grupo de alunos e promovam uma oficina para os mesmos. Outra ideia é buscar parceria com o SEBRAE, e oferecer aos estudantes uma oficina de gestão e empoderamento na área de panificação para o mercado de trabalho local. O projeto "Pão na Mesa" também prevê aulas de informática para os estudantes.

FUNDO DE FOMENTO

O Edital Fundo de Fomento Redes de Territórios Educativos é uma iniciativa da Fundação Itaú Social e implementado pelo CIEDS – Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável – para apoiar ações, programas ou projetos de parceria que contribuam para o desenvolvimento integral das crianças, adolescentes e jovens do município de São Luís (MA). A prioridade deste edital é fortalecer redes de parcerias já existentes ou que ainda possam ser implementadas lideradas por Organizações da Sociedade Civil que busquem articular atores locais e que sejam direcionadas ao segmento da população infanto-juvenil.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem