agencia

Notícias

Quinta-feira, 18/07/2019 - 16h08

Projeto desenvolvido na gestão do prefeito Edivaldo é destaque em Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde

O projeto Viva Melhor Sabendo Jovem é desenvolvido em parceria com a Prefeitura de São Luís, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e a ONG Solidariedade é Vida (Solivida)

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Com o projeto, é desenvolvido o trabalho de informar sobre formas de prevenir as Infecções Sexualmente TransmissíveisNeste mês, São Luís foi mais uma vez destaque em evento nacional com projeto colocado em prática na gestão do prefeito Edivaldo. A capital maranhense foi referência com a apresentação dos resultados do desenvolvimento do projeto "Viva Melhor Sabendo Jovem", no 35º Congresso Nacional das Secretariais Municipais de Saúde, realizado em Brasília. O projeto tem o objetivo de formar e mobilizar jovens para a prevenção das Infecções sexualmente Transmissíveis (ISTs), reforçando as ações da gestão do prefeito Edivaldo para combate às ISTs na cidade. Executado desde julho de 2017 em São Luís, a iniciativa é desenvolvida em parceria com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), a ONG Solidariedade é Vida (Solivida) e a Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus). 

Por meio do Viva Melhor Sabendo Jovem é desenvolvido trabalho educativo de levar às escolas, igrejas, festas e outros ambientes informações sobre formas de prevenção e tratamento das Infecções Sexualmente Transmissíveis. Através da iniciativa, os serviços oferecidos pelos pela Prefeitura de São Luís, como os dos Centro de Testagem e Aconselhamento (CTAs), são divulgados ao público jovem. Dentre as metas de trabalho já atingidas com o desenvolvimento do projeto, estão a aproximação dos jovens aos serviços de saúde e a ampliação da testagem para o diagnóstico do vírus HIV e para as hepatites B e C.

Para o secretário de Saúde de São Luís, Lula Fylho, este trabalho desenvolvido pelo Viva Melhor Sabendo Jovem é de suma importância. "A participação nesta mostra foi de grande valia, pois demonstrou que a execução do projeto na capital maranhense tem apresentado resultados positivos. A gestão do prefeito Edivaldo tem avançado no combate e prevenção às Infecções sexualmente Transmissíveis (ISTs) e projetos como este vem reforçar este trabalho", disse.
 

No total, somente em 2019, 36 pessoas oriundas de movimentos sociais foram selecionadas como multiplicadoras e seis escolas da rede pública municipal participaram dos trabalhos. Segundo a coordenação da Saúde do Adulto e Idoso da Semus, 959 pessoas estiveram envolvidas direta e indiretamente no projeto no primeiro semestre deste ano. "A comunicação de jovem para jovem é ainda mais eficaz, por isso nos propomos a promover oficinas e outras ações voltadas para o público mais vulnerável às infecções", destaca André Pereira, participante do projeto Viva Melhor Sabendo Jovem.

O Programa "Viva Melhor Sabendo Jovem" rende frutos desde 2017, quando o representante da coordenação do Programa de Saúde do Adulto e Idoso da Semus, Jadilson Neto, recebeu em nome do Município o prêmio de destaque como "Melhor Projeto Social do Ano" com o slogan "Eu faço a diferença", promovido por organizações sociais. O projeto também foi contemplado em abril de 2018 com o reconhecimento feito pelo Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Maranhão (Cosems), cujo tema foi "Compartilhando Experiências para Construir o SUS que queremos".

DADOS

Dados do Ministério da Saúde (MS) apontam que 866 mil pessoas vivem com o HIV no Brasil. De acordo com o Boletim Epidemiológico de HIV e Aids mais recente, a epidemia no Brasil está estabilizada, com taxa de detecção de casos de aids em torno de 18,3 casos a cada 100 mil habitantes.

AVANÇOS

A ações de controle das Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) avançam com a adoção de medidas preventivas para a redução de casos. Na gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior, passou a ser disponibilizada todas as unidades da rede de urgência e emergência de São Luís para internações de pessoas com AIDS e Hepatites Virais.

Já como unidades de referência para atendimento, o município disponibiliza os CTAs do Lira e Anil, que tratam pacientes sem sintomas das doenças; o Centro de Saúde do Bairro de Fátima, que trata os que desenvolveram a doença e inclui ainda ambulatórios para adolescentes e jovens - único do Nordeste - e de Hepatites Virais – único no Maranhão; e demais unidades da rede, que realizam a aplicação do teste rápido, bem como atividades de prevenção.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem