agencia

Notícias

Quinta-feira, 12/09/2019 - 10h46

Prefeitura de São Luís integra rede de combate ao suicídio e ilumina monumentos em alusão ao Setembro Amarelo

Palácio La Ravadière e Palácio dos Leões, sedes respectivamente da Prefeitura e do Governo do Estado, estão com a cor amarela em suas fachadas; ação é parte do apoio da gestão do prefeito Edivaldo à causa

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Prefeitura de São Luís integra rede de combate ao suicídio e ilumina monumentos em alusão ao Setembro AmareloA Prefeitura de São Luís deu nova iluminação a monumentos da capital em alusão ao Setembro Amarelo, campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio no Brasil e no mundo. A ação, que segue orientação do prefeito Edivaldo Holanda Junior, é coordenada pela Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp) e tem por objetivo garantir mais visibilidade à causa.

Quem passa pelo Palácio La Ravadière, sede da Prefeitura e Palácio dos Leões, sede do Governo do Estado, ambos localizados na região do Centro Histórico, já pode perceber que os monumentos ganharam iluminação especial na cor amarela, assim como a Casa do Maranhão, Ponte Bandeira Tribuzzi e Forte de Santo Antônio estarão com a coloração durante todo o mês.

O secretário de Obras e Serviços Públicos, Antonio Araújo, destaca o apoio da gestão do prefeito Edivaldo à campanha. "Sempre realizamos o trabalho de iluminação artística em campanhas como essa. A iluminação vem para reforçar o apoio ao movimento de conscientização para a redução de suicídios e para que prestemos mais atenção aos sinais de doenças silenciosas que se manifestam das mais diversas maneiras. É uma ação de sensibilização da sociedade para a importância dos cuidados com a saúde mental das pessoas ao seu redor", ressaltou o titular da Semosp.

De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 800 mil pessoas falecem todos os anos por suicídio, que é a segunda principal causa de morte entre jovens no mundo.

COMBATE AO SUICÍDIO

Buscando prevenir suicídios, o Centro de Valorização da Vida (CVV) realiza ações de apoio emocional, atendendo de forma gratuita e voluntária todas as pessoas que querem e precisam conversar. O atendimento é feito pelo telefone 188, sob total sigilo.

Atualmente, cerca de 3 mil voluntários, em mais de 110 postos, prestam serviço voluntário e gratuito 24 horas por dia, nos 365 dias do ano, aos que querem e precisam conversar sobre seus sentimentos, dores e descobertas, dificuldades e alegrias. De forma sigilosa e sem julgamentos, o voluntário do CVV busca ouvir aquele que liga com profundo respeito, aceitação, confiança e compreensão, valorizando a vida e, consequentemente, prevenindo o suicídio.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem