agencia

Notícias

Quarta-feira, 16/10/2019 - 18h35

Escola da Prefeitura de São Luís recebe palestra do Comitê Municipal Intersetorial de Prevenção e Erradicação ao Trabalho Infantil

Pais de estudantes da Unidade de Educação Básica Justo Jansen puderam entender mais sobre o tema; ação integra a política educacional e social da gestão do prefeito Edivaldo

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Escola da Prefeitura de São Luís recebe palestra sobre erradicação ao trabalho infantilCom a intenção de conscientizar os pais de estudantes da rede municipal de ensino sobre a erradicação do trabalho infantil, o Comitê Municipal Intersetorial de Prevenção e Erradicação ao Trabalho Infantil (COMIPETI) realizou, nesta quarta-feira (16), na Unidade de Educação Básica (U.E.B) Justo Jansen, Centro, uma palestra abordando o tema. A ação integra a política educacional e social da gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior.

A palestra realizada na escola faz parte das ações da campanha "EU NÃO Compro; EU NÃO Contrato; EU NÃO Aceito a Exploração do Trabalho Infantil", de iniciativa da Prefeitura de São Luis por meio da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas) com apoio e parceria do COMIPETI - que reúne órgãos como Superintendência Regional do Trabalho, Conselho Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente, Governo do Estado, Ministério Público, Conselho Tutelar, entre outros.

O secretário municipal de Educação, Moacir Feitosa, pontua que esses esclarecimentos são importantes. “Esclarecer dúvidas, mostrar exemplos de situações que ocorrem no dia a dia são importantes para que os pais se apropriem dessa informação e saibam que esta é uma atitude errada, que lugar de criança é na escola”, pontuou.

Para a psicopedagoga da Semcas, Maria de Nasare Maluf, é importante passar a mensagem para os pais mostrando exemplos que estão próximos à realidade deles. “O pai que sofreu na infância, não quer que o filho passe por isso. Por isso é importante tocar a emoção dos presentes, e mostrar que essa situação pode causar dano aos filhos. Assim eles refletem”, pontuou.

INFORMAÇÃO

"A palestra foi muito importante e esclarecedora. Reforça que o certo é que a criança tem que estar na escola. Eu que venho do interior já vi muita situação de trabalho infantil onde as crianças até largaram a escola”, disse Ilza Silva Fontes, que tem filhas gêmeas de 9 anos, na U.E.B Justo Jansen.

Marinilde dos Santos, que tem um filho de 7 anos, já estava a par do conteúdo da palestra. "Já sabia o que foi tratado, pois pesquiso muito, mas acho que é importante esse momento na escola".

A campanha é desenvolvida ao longo do ano, contemplando várias situações. Uma delas ocorre no mês de novembro, com foco no Dia de Finados, data na qual se pode observar várias crianças trabalhando nos cemitérios.

 Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem