agencia

Notícias

Quinta-feira, 07/11/2019 - 16h52

Mostra de retratos fica em cartaz até dezembro na na Galeria Trapiche, equipamento cultural da Prefeitura de São Luís

Exposição ‘O mundo de Raoni Art’ reúne 55 obras inéditas; visitação é aberta ao público de segunda a sexta-feira, das 14h às 19h

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Exposição ‘O mundo de Raoni Art’ fica em cartaz até 6 de dezembro na Galeria Trapiche'O Mundo de Raoni Art' é o título da exposição do artista plástico Raoni de Aquino, em cartaz na Galeria Trapiche Santo Ângelo, equipamento de cultura da Prefeitura de São Luís. A mostra, inédita, é composta por 55 obras, entre retratos de figuras públicas, artistas e pessoas do círculo familiar de Raoni de Aquino, além de dois autorretratros dele. Esta é mais uma edição da Ocupação Trapiche, que fica até 6 de dezembro, aberta ao público para visitação de segunda a sexta-feira, das 14h às 19h. A Galeria está localizada na Av. Vitorino Freire, s/n – Praia Grande, em frente ao Terminal de Integração, com entrada gratuita.

“A exposição traz esse nome por conter elementos que são importantes para mim, coisas que tenho como hobbie, por exemplo o cinema, teatro, cultura popular, pessoas do meu convívio e artistas que fazem parte da minha vida, como pintores, bailarinos, teatrólogos, cineastas, atores e entre outros. Então, nesta exposição faço referência a tudo isso, são coisas bem particulares, que estou vivendo e absorvendo, juntando aqui de tudo um pouco. É um projeto que tenho desde 2016 e venho reunindo e pensando para esta mostra”, contou o artista.

Raoni de Aquino também falou sobre expor em um equipamento público. “É a primeira vez que a mostra é exposta desta maneira, eu queria inclusive esperar mais um pouco para trazer outros elementos de novos trabalhos que venho desenvolvendo e projetos que tenho em mente, como algumas esculturas que estou fazendo com papelão e material reciclado, na qual construo maquetes de algumas coisas que existem, mas estão sendo transformadas em ruínas, e por isso tem algumas obras aqui que retratam estas ruínas. Porém, veio esta oportunidade e quando vi o tamanho da Galeria Trapiche, entendi que era o momento certo, é um espaço amplo que achei ideal para trazer ‘O mundo de Raoni Art’”, completou.

As obras são de acervo pessoal, mas algumas estão disponíveis para a venda. Os interessados podem procurar a administração da Galeria para contato direto com o artista. Durante o período de exposição, haverá laboratório com oficinas permanentes. Raoni de Aquino se colocou à disposição para quem tiver alguma dúvida sobre a técnica ou queira realizar algum trabalho em parceria com ele. Segundo ele, a proposta das oficinas será voltada para trabalhos cubistas, algo que ressalte os casarões de São Luís e figuras da atualidade.

Uma das obras em exposição é a réplica da Monalisa, de Leonardo da Vinci. Assim como a original, ele a pintou em madeira, a partir de uma foto da obra no Museu do Louvre, e fez todo o envelhecimento da parte de trás do quadro para ficar ainda mais fiel. Ele acrescentou alguns elementos atrás a partir de pesquisas suas, tendo iniciado o trabalho em 2015 e finalizando a obra em 2017, porque optou fazer uma imersão a obra de Da Vinci. 

SELEÇÃO

"Este é um dos trabalhos selecionados pela Chamada Pública de Ocupação da Galeria, que tem boa aceitação por artistas de nossa cidade e de todo país. A proposta é um estímulo à produção emergente em artes visuais, por meio da realização de exposições e divulgação de trabalhos artísticos, tanto individuais quanto coletivas, proporcionando à sociedade mostras relevantes e de qualidade reconhecida, além do intercâmbio entre artistas de São Luís com os de outras regiões", ressaltou a diretora da Galeria, Camila Grimaldi.

‘O mundo de Raoni Art’ é resultado da expressão artística do maranhense Raoni de Aquino, autodidata na área das artes plásticas, trazendo suas impressões de mundo e seu DNA de artista por meio de cores e formas que ultrapassam conceitos ou movimentos acabados. Na mostra, ele transmite um espaço misto e místico em que transita, cuja estética está marcada pelo seu instinto, pela desordem e pela explosão viva do movimento sobreposto. As obras são pinturas a óleo, com a preocupação estética de molduras robustas e outros elementos de acabamento.

O ludovicense Francisco Borges é amigo de infância de Raoni de Aquino, ele foi prestigiar a abertura da exposição e falou sobre a evolução do trabalho do artista. “Eu acompanho o trabalho dele desde quando ele estava começando e chamava os amigos em sua casa para ver o que produzia. É notável a evolução de sua técnica e trajetória artística. O que mais admiro é a simplicidade nas obras e o toque de personalidade que ele deposita em cada uma”, disse.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem