agencia

Notícias

Segunda-feira, 18/11/2019 - 14h35

Prefeitura de São Luís registra boa procura de público-alvo no primeiro dia da segunda etapa da campanha de vacinação contra sarampo

Campanha segue até dia 30 quando será promovido o Dia D, com abertura de unidades volantes em shoppings e em outros pontos da cidade, além do funcionamento integral das unidades de saúde; ação reforça iniciativas da gestão do prefeito Edivaldo em prol da saúde preventiva

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Prefeitura registra boa procura de público-alvo na segunda etapa da campanha de vacinação contra sarampoA Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus) iniciou nesta segunda-feira (18), mais uma etapa da campanha de vacinação contra o sarampo. Os postos de saúde registraram bom fluxo de pacientes de 20 a 29 anos, público-alvo da campanha, em busca da vacina. A ação soma-se a outras medidas importantes implementadas na gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior em prol da saúde preventiva.

No último sábado deste mês, dia 30, será promovido o Dia D, com abertura de unidades volantes em shoppings e em outros pontos da cidade, além do funcionamento integral das unidades de saúde como parte das  ações para cumprir a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde. Além disso, em todos os postos da rede municipal de saúde há vacinas disponíveis, das 8h às 17h.

Para o secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, esta segunda etapa é fundamental para o controle da doença. “O sarampo voltou a ser um problema em todo o país, por isso, a gestão do Prefeito Edivaldo tem realizado ações permanentes com vigilância epidemiológica e vacinação dos grupos prioritários. Nessa nova etapa acreditamos que a resposta da população será positiva”, disse.

O profissional de Informática Júnior Dutra, 26 anos, estava com a carteira de vacinação desatualizada e chegou cedo ao Centro de Saúde do Bairro de Fátima. “Quando a gente começa a trabalhar, fica mais desleixado sobre essa questão de vacina. Soube da campanha e decidi vir logo no primeiro dia, pois precisava do reforço”, disse.

Na primeira fase da campanha, que envolveu crianças entre seis meses e menores de cinco anos, foram imunizadas quase 12 mil pessoas. A abrangência maior foi entre o público de um a dois anos. Nesta faixa etária, 8.480 crianças foram protegidas. O sarampo é uma doença grave e pode levar a pessoa a desenvolver complicações, como cegueira, encefalite, diarreia grave, infecções no ouvido, pneumonias e óbitos.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem