agencia

Notícias

Sexta-feira, 22/11/2019 - 15h20

Prefeitura de São Luís e Governo do Estado avançam no atendimento à pessoa em situação de rua

Por meio de ação conjunta, esta parcela da população terá direito às carteiras que dão acesso aos restaurantes populares da capital; ação soma-se a outras da gestão do prefeito Edivaldo no fortalecimento das políticas de Assistência Social

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Prefeitura de São Luís e Governo do Estado avançam no atendimento à pessoa em situação de ruaCombater os problemas que marcam o dia a dia da população em situação de rua é um dos grandes desafios das políticas públicas voltadas para esse público. Em São Luís, a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas), em parceria com o Governo do Estado do Maranhão, via Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedes), por meio de sua secretaria adjunta de Segurança Alimentar (Sisan), avançou em mais uma conquista com vistas a assegurar dignidade a essas  pessoas. Na tarde de quinta-feira (21) foram  entregues as carteiras individuais, com foto, de acesso aos oito restaurantes populares da capital. A ação soma-se a outras da gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior no fortalecimento das políticas de Assistência Social.

“Mais dignidade. É isso que representa essa entrega. Temos estudado várias formas de aprimorar esse atendimento, antes realizado dentro do próprio Centro Pop, para que estas pessoas tenham garantia de três refeições seguras por dia. São Luís, mais uma vez, inova com qualidade”, disse a secretária da Semcas, Andréia Lauande.

Têm direito à carteira o público que é acompanhado nas duas unidades do Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP) das áreas Cohab/Anil e Centro. Foram entregues 175 carteiras. No total são garantidas 360 refeições por dia entre e almoço e jantar, dentro dos restaurantes populares. Os cafés da manhã são fornecidos dentro das próprias unidades dos Centros Pops.

A articulação entre Semcas e Sisan iniciou ainda em 2015, época em que todas as refeições eram distribuídas dentro das unidades. A partir das tratativas para acesso aos restaurantes populares a articulação foi ampliada. A secretária adjunta da Sisan, Louvírdia Caldas explicou que a secretaria realiza avaliação nutricional e cursos de reaproveitamento de alimentos para o público dos Centros Pops.

“Nossa experiência tem sido tão rica que já começamos a estender para Imperatriz e Bacabal. A proposta da política nacional de Segurança Alimentar dispões sobre essa interação. O atendimento estava sendo feito com a distribuição de tickets e também já havíamos tentado por meio de uma lista, mas após vários estudos consideramos essa a melhor saída, pois eles terão que apresentar juntos a carteira e o ticket, impossibilitando qualquer venda ou troca”, considerou a Louvídia.

Damiao da Conceição, 41 anos, acompanhado há um pelo Centro Pop Cohab/Anil explica a vantagem da carteira. "Agora, com a foto, nossa identificação não irá gerar mais confusão, porque antes algumas pessoas vendiam o ticket e outras pessoas tinham acesso tirando o nosso direito, agora não, até confusões podem ser evitadas”, disse.

REUNIÃO

Ainda na quinta-feira (21), na sede da Defensoria Pública do Estado (DPE), por meio do Núcleo de Direitos Humanos, a Semcas se reuniu com representantes de seguimentos religiosos  e terapêuticos que prestam atendimento para população em situação de rua, seja com  a distribuição de alimentos e/ou acolhimento. O objetivo foi encontrar estratégias para reforçar e reorganizar as ações já realizadas. O encontro serviu também para o estreitamento de laços entre as instituições e apresentação do trabalho da política pública de Assistência voltadas para este público.

Durante o encontro, foi indicada a possibilidade de um remanejamento de dias e horários das entregas e do fortalecimento dos equipamentos públicos. As instituições também foram convidadas a integrar o Comitê Municipal para População em Situação de Rua.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem