agencia

Notícias

Quinta-feira, 23/01/2020 - 15h41

Gestão do prefeito Edivaldo contabiliza avanços na política de Assistência Social

Atendimentos a pessoas em situação de vulnerabilidade social, posse de aprovados no concurso da Semcas e reforma de equipamentos sociais são algumas das conquistas da gestão do prefeito Edivaldo na área em 2019

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Prefeito Edivaldo com novos profissionais da área da assistência social empossados ano passado

A Prefeitura de São Luís,  com o compromisso de manter o atendimento da política da Assistência Social, conseguiu contabilizar avanços no trabalho voltado à população em situação de vulnerabilidade social da capital. Em 2019, mais de 155 mil pessoas passaram pelos 20 Centros de Referência de Assistência Social (Cras) e mais de 1.100 pessoas foram acolhidas nos 12 abrigos municipais (serviço que funciona 24h). Além disto, o empenho da gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior assegurou a posse dos 52 aprovados no concurso público da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas) -  o segundo na história da Secretaria.

A inclusão de novos servidores ao quadro de funcionários integra a política de valorização do serviço público municipal fortalecida na gestão do prefeito Edivaldo. Foram empossados servidores para as áreas de assistência social, psicologia e direito. Os profissionais estão atuando nos Cras, Centros de Referência Especializada de Assistência Social (Creas), nas Unidades de Acolhimento Institucional, entre outras.

“Podemos dizer com toda convicção que a continuidade dos nossos serviços só foi possível pela seriedade do prefeito Edivaldo. A atual gestão tem caminhado no sentido contrário do restante do país, onde vemos unidades sendo fechadas e serviços suspensos. Com planejamento e organização a Prefeitura tem conseguido vencer as dificuldades financeira e mantido os investimentos no setor que é uma das prioridades da gestão do prefeito Edivaldo. No serviço de Acolhimento tivemos mais de mil pessoas; isso inclui alimentação, banho, dormida, entre outros. Cito só para as pessoas terem ideia da complexidade do trabalho, pois não podemos mandar essas pessoas pra casa, porque a maioria delas não tem pra onde voltar”, esclareceu a secretária da Semcas, Andreia Lauande, que também preside o Colegiado Nacional de Gestores da Assistência Social (Congemas).

Danilo Rodrigues, 31 anos, empossado no cargo de Técnico de Nível Superior com especialização em Serviço Social, atua na sede da secretaria, no setor da Vigilância Socioassistencial realizando análise e monitoramento de dados e sistemas, como forma de dar suporte às áreas com informações qualificadas para que elas possam agir e aprimorar os serviços e atendimentos. “Eu entrei na Semcas em 2010 ainda como estagiário. Hoje, ocupar esse lugar como afetivo num contexto totalmente adverso, nacionalmente falando, é um ganho significativo pra mim enquanto servidor público agora estável, mas principalmente para a politica que ganha com técnicos concursados, evitando rotatividade e descontinuação dos trabalhos”.

DIREITOS

Dentre os principais avanços da Semcas no ano passado, também ganha relevância o fato de não ter sido identificada a presença de trabalho infantil nos cemitérios da cidade no período de finados, diferente de 2018 quando foram encontrados 42, transformando, assim, uma cena que infelizmente vinha sendo comum nesses espaços. E visando avançar ainda mais na erradicação e combate ao trabalho infantil, a Prefeitura lançou o selo “Trabalho Infantil, aqui não”, com foco nas feiras e mercados da cidade.

A ação integrada das secretarias municipais da Criança e Assistência Social (Semcas), Educação (Semed) e Saúde (Semus) em cooperação com o Centro Integrado de Justiça Juvenil (CIJJUV) conferiu a São Luís, o feito de ser a quinta cidade brasileira a inaugurar o Núcleo Municipal Intersetorial de Atendimento de Medidas Socioeducativas em Meio Aberto, Liberdade Assistida e de Prestação de Serviços à Comunidade, voltado  para atendimento de adolescentes em cumprimento de medidas em meio aberto.

O ano passado marcou a qualificação do atendimento a crianças e adolescentes vítimas de violência sexual na capital. Em parceria com a Escola de Governo e Gestão Municipal (EGGEM), 360 agentes municipais operadores das políticas de Educação, Turismo, Segurança, Cultura, Esporte e Lazer, Conselhos Tutelares e do Sistema Único de Assistência Social foram capacitados para o enfrentamento à violência sexual de crianças e adolescentes.

MERCADO DE TRABALHO

Por meio do Programa Garantindo Oportunidades – Acessuas Trabalho, a Prefeitura está proporcionando a 1.500 usuários da política, a oportunidade de ampliar o conhecimento acerca do mundo do trabalho, como forma de contribuir para a empregabilidade. Lançado em 2019, o programa terá duração de 18 meses e realizará um total de 240 oficinas temáticas e palestras.

O trabalho está sendo desenvolvido em conjunto com o Grupo de Apoio às Comunidades Carentes do Maranhão (GACC). Já em conjunto com a Fundação Municipal de Patrimônio Históricos (Fumph), Secretaria Municipal de Turismo (Setur) e Conselho e Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), foi realizado o projeto Informante Anfitrião, que envolve 60 adolescentes acompanhados pelos Cras Centro e Liberdade para atuarem como multiplicadores de informações turísticas e sociais, nos principais pontos turísticos da cidade.

INFRAESTRUTURA

A gestão do prefeito Edivaldo reforça o trabalho com serviços de requalificação em equipamentos da rede. Onze unidades passaram ou ainda estão em reforma. Os trabalhos nos equipamento sociais integram o pacote de ações do São Luís em Obras, programa do prefeito Edivaldo que atua em áreas como infraestrutura urbana com reformas de espaços públicos, mercados, unidades de saúde, entre outros.

Já passaram por intervenções os Cras do Coroadinho e Bequimão, Centro de Convivência da Vila Luizão, Circo Escola, Creas do Sol e Mar e Coroadinho. Conselho Tutelar Itaqui-Bacanga e ainda em execução os serviços no Conselho Tutelar da Zona Rural e da Casa de Passagem. A Unidade de Acolhimento Casa de Passagem  que abriga crianças, já recebeu manutenção na parte elétrica, recuperação total do telhado, da cobertura e reparo do alambrado da quadra; reparos das ferragens e dobradiças de janelas e iniciou o serviço de pintura. A previsão é que a obra seja concluída e entregue no próximo mês.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem