agencia

Notícias

Segunda-feira, 24/02/2020 - 09h40

Com espaço para pessoa com deficiência, Passarela do Samba promove a inclusão

Além de uma área reservada, os foliões que forem curtir a programação do evento, promovido pela Prefeitura de São Luís e Governo do Estado, também contam com intérpretes de libras

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Com espaço para pessoas com deficiência Passarela do Samba promove a inclusão

O Carnaval da Passarela do Samba é, antes de tudo, uma festa democrática. Para que todos possam aproveitar a variada programação, com mais de 70 atrações, a Prefeitura  de São Luís e o Governo do Estado teve especial atenção na acessibilidade de pessoas com deficiência e mobilidade reduzida. E mais: disponibilizou intérpretes de libras, garantindo, assim, que todos possam realmente apreciar a folia momesca. O Carnaval da Passarela do Samba é uma realização da Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Cultura (Secult), e do Governo do Estado.

Para o secretário municipal de cultura, Marlon Botão, a gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior sempre esteve comprometida com a inclusão. “Não adianta fazer uma festa bonita como a da Passarela sem garantir que toda a população possa aproveitá-la. Por isso, tivemos um trabalho focado para garantir a acessibilidade de pessoas com deficiência e mobilidade reduzida, e fomos além, disponibilizando intérpretes de libras. É por causa de ações como essa, e de um trabalho forte e comprometido, que o Carnaval de São Luís tem ganhado cada vez mais força, figurando entre um dos melhores do país”, destacou o secretário Marlon Botão.

O aposentado Almir Guterres, de 71 anos, aprovou a acessibilidade da Passarela do Samba. Ele levou a mulher, Zulima Guterres, de 67, para curtir a programação de domingo (23). “Para mim, não existe carnaval melhor que o do Maranhão. E eu sempre faço questão de visitar a Passarela. Está tudo muito bonito e organizado. Foi fácil chegar aqui, e é sempre uma alegria assistir aos desfiles. Gosto tanto de tudo isso aqui, que neste ano vou desfilar em quatro escolas: Unidos de Fátima, Turma da Mangueira, Túnel do Sacavém e Flor do Samba”, afirmou o aposentado.

A aposentada Inês Barros, de 74 anos, chegou cedo na Passarela para poder aproveitar toda a programação. “Eu cheguei bem cedinho, vim com minha neta, para ver todas as escolas e grupos. Acho tudo lindo. Se eu pudesse, também cairia no meio da folia no desfile”, brincou a aposentada.

Estrutura

Este ano, a Prefeitura ampliou a estrutura da Passarela do Samba, com instalação de 41 camarotes disponíveis à venda e ainda três camarotes para os jurados, além de arquibancada coberta com capacidade para um público de 10 mil pessoas a cada noite de programação, com acesso gratuito. A Passarela também conta com acessibilidade garantida para pessoas com deficiência e dificuldade de locomoção, além de intérpretes de libras para garantir que todos possam aproveitar a programação.

Entrada gratuita

A entrada do Carnaval da Passarela do Samba é gratuita. Mas atenção: quem quiser acesso à Passarela, em qualquer um dos cinco dias de programação, deve se dirigir à bilheteria do local, sempre a partir das 17h, onde serão entregues as pulseiras de acesso.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

Dia 24 de fevereiro (segunda-feira), a partir das 18h.

- Tenda do Tambor, com Tambor de Crioula Proteção Mirim II, Tambor de Crioula Tapera e Tambor de Crioula Um Canto de Amor a São Luís.

Desfile dos Blocos Organizados

  • 19h às 19h15 – Mocidade de Fátima
  • 19h20 às 19h35 – Canto Quente
  • 19h40 às 19h55 – Unidos da Vila Embratel II
  • 20h às 20h15 – Pau Brasil
  • 20h20 às 20h35 – Turma do Saco
  • 20h40 às 20h55 – Dragões da Madre Deus

 

Desfile das Turmas de Samba

  • 21h às 21h15 – Ritmistas de São José de Ribamar
  • 21h20 às 21h35 – Vinagreira do Samba

 

Desfile das Escolas de Samba

 

  • 22h às 23h – Terrestre do Samba
  • 23h10 à 0h10 – Túnel do Sacavém
  • 0h20 à 1h20 – Império Serrano
  • 1h30 às 2h30 – Marambaia
  • 2h40 às 3h40 – Flor do Samba

 

Dia 25 de fevereiro (terça-feira), a partir das 18h.

 

- Tenda do Tambor, com Tambor de Crioula Um Degrau de Santa Luzia, Tambor de Crioula Raízes Africanas e Tambor de Crioula União de São Benedito (Vila São José).

Cortejo das Tribos de Índio

-Sioux, Upaon-Açu, TapiacaUhu, CurumiM, Kaiapó, Itapoã, Guarany, Tupiniquim, Carajás, Kamayaurá.

Desfile dos Blocos Afros

  • 19h – GDAM
  • 19h25 – AbiyêyêMaylô
  • 19h50 – Omnirá
  • 20h15 – Juremê
  • 20h40 – Abibimã
  • 21h05 – Officina Affro
  • 21h30 – Akomabu
  • 21h55 – Netos de Nanã
  • 22h20 – Didara

 

Encerramento

 

23h – Baile Popular, com As Brasileirinhas, Serrinha do Maranhão e Banda Mesa de Bar.

 

Dia 26 de fevereiro (quarta-feira)

 

Teatro Alcione Nazareth (Centro de Criatividade Odylo Costa, filho), na Praia Grande.

 

10h – Apuração de Concurso realizado na Passarela do Samba, dos Blocos Organizados

14h – Apuração de Concursos realizados na Passarela do Samba, dos Blocos Tradicionais e Escolas de Samba.

                                                Acesse aqui galeria de fotos