agencia

Notícias

Quarta-feira, 06/05/2020 - 15h34

Prefeitura de São Luís contabiliza redução de 85% no número de passageiros nos ônibus que circularam no segundo dia de lockdown

Equipes da SMTT realizam fiscalização em diversos pontos da cidade com vistas a garantir as nomas do bloqueio total

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Prefeitura de São Luís contabiliza redução de 90% no número de passageiros nos ônibus que circularam no segundo dia de lockdownA Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) teve registros positivos quanto à circulação de usuários do transporte público nos dois primeiros dias de bloqueio total dos serviços não essenciais (lockdown) na cidade. Na terça-feira (5), primeiro dia de vigor das novas regras para enfrentamento da pandemia de Covid-19, a redução de passageiros nas linhas de ônibus foi de 85% menos usuários em circulação, resultados que refletirão, mais a frente, na curva de contágio pelo novo coronavírus no município. Faz parte das ações da pasta, ainda, a fiscalização sobre o cumprimento da desinfecção dos ônibus pelas concessionárias que administram o serviço na capital maranhense, em conformidade ao primeiro decreto editado pelo prefeito Edivaldo Holanda Junior antes da confirmação do primeiro caso da doença.

O Sistema Integrado de Transporte (SIT) de São Luís garante a mobilidade de 550 mil pessoas, em média, durante os dias normais. Antes mesmo do lockdown, adotado por determinação judicial ao Governo do Maranhão, medidas da Prefeitura já tinham reduzido a circulação dos usuários em 70%. Nestes de isolamento total, a frota de transporte urbano está funcionando com 50% da capacidade.

"O balanço é positivo. Os números já mostraram que 60% dos veículos particulares não circularam nas ruas de São Luís. No transporte urbano, já chegamos a 90% de adesão de pessoas que não estão utilizando, o que mostra que as ações estão fazendo efeito", destacou o titular da SMTT, Israel Pethros, que também comentou sobre a capacidade de passageiros nos ônibus, que deve obedecer ao limite de assentos. "Quanto às fiscalizações, nesse sentido, elas estão acontecendo dentro dos terminais de integração e nos bloqueios, por agentes de trânsito e transporte. Até o momento, não tivemos problema com essa questão. As pessoas têm obedecido as regras, têm utilizado máscara e não estão sendo transportadas em pé".

HIGIENIZAÇÃO DOS ÔNIBUS

Com o Decreto Municipal N° 54.890, editado pelo prefeito Edivaldo Holanda Junior em 17 de março, e antes mesmo que se confirmasse o primeiro caso de Covid-19 em São Luís, ficou sob a responsabilidade das empresas de ônibus que prestam serviço à capital a higienização dos veículos. De acordo com o decreto, as concessionárias devem arcar com a limpeza de todos os veículos com solução recomendada pelos órgãos de saúde, quais sejam, água e sabão ou álcool em gel a 70%.

Outra medida preventiva à Covid-19 é a higienização de terminais e paradas de ônibus próximas a unidade de saúde da capital. Com a circulação de pessoas por esse locais, foi necessário que se intensificasse a limpeza de ambos espaços, no intuito de impedir que o vírus permaneça e contamine pessoas nestes locais. Para efetivação do serviço, a Prefeitura de São Luís utiliza de carros-pipa e pulverizadores com solução a base de água e hipoclorito de sódio, eficazes para eliminar o vírus.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem