agencia

Notícias

Sexta-feira, 31/07/2020 - 16h00

Prefeitura de São Luís abre consulta pública sobre documento que definirá diretrizes para retorno às aulas na rede municipal

Documento está sendo elaborado pela Secretaria Municipal de Educação e vai definir as medidas pedagógicas e de segurança para alunos e professores

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), está produzindo um documento sobre as diretrizes para retorno às aulas e reorganização do ano letivo 2020, com as medidas pedagógicas e de segurança para a retomada das aulas presenciais para os 86 mil estudantes da rede municipal de ensino. Para tanto, está disponibilizando o documento para consulta pública por meio do endereço eletrônico https://www.saoluis.ma.gov.br/semed/conteudo/3022, no qual os interessados terão acesso ao documento. Já as contribuições e sugestões devem ser enviadas até o dia 10 de agosto para o e-mail sugestoesdiretrizesslz@gmail.com.

O documento está em fase de construção e já foi apresentado à Assessoria Técnica do Governo Municipal, à Câmera de Vereadores, Ministério Público, Conselho Municipal de Educação e Sindicato de Educação.

De acordo com o secretário municipal de Educação, Moacir Feitosa, uma das diretrizes é que a Semed vai adotar o ensino híbrido, com aulas presenciais e remotas. “A retomada das aulas requer um planejamento especial, pois são vários protocolos que devem ser seguidos para garantir a segurança dos estudantes, gestores, coordenadores e demais servidores, vamos distribuir máscaras para estudantes, disponibilizar álcool em gel 70% e Equipamentos de Proteção Individual (EPI) para professores. Além das preocupações sanitárias, há as diretrizes do ensino, por isso o documento prevê um currículo mínimo, trabalhando as atividades essenciais, para mitigar as perdas”, informou o secretário Moacir Feitosa.

A Semed está fechando parceria com a Universidade Federal do Maranhão (UFMA) para a transmissão de teleaulas aos estudantes do Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos. Para tanto, os professores vão passar por formação para realização de aulas nesse formato.