agencia

Notícias

Quinta-feira, 19/09/2019 - 08h02

Estudantes da Prefeitura de São Luís realizam plantio em alusão ao Dia da Árvore

Atividades em sala de aula e vivência ao ar livre marcaram o início das comemorações do Dia da Árvore na escola Infantil Olinda Desterro

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Estudantes da Prefeitura de São Luís realizam plantio em alusão ao Dia da ÁrvoreCrianças da Unidade de Educação Básica (U.E.B) Infantil Olinda Desterro, da Prefeitura de São Luís, localizada no Bairro Fialho, comemoraram o Dia da Árvore (21 de setembro), com uma manhã de plantios realizados na quarta-feira (18). Para além do ato simbólico que remete à consciência ecológica, o momento trabalha a socialização, a responsabilidade, a empatia, o cuidado com a natureza e ainda outros aspectos pedagógicos. Ação reforça o trabalho que vem sendo realizado pela gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior com o objetivo de despertar a consciência ecológica das crianças da rede municipal. 

Para o secretário municipal de Educação, Moacir Feitosa, o 21 de setembro, Dia da Árvore, data escolhida devido ao início da Primavera no Brasil, é um momento especial para trabalhar uma temática tão importante e sempre atual. "As crianças estão na idade de construção de saberes, a vivência, a experimentação é fundamental para a formação deles", pontuou.

A gestora da escola, Ana Lúcia Martins, conta que a consciência ecológica é trabalhada diariamente em sala de aula. "Eles já estão acostumados com esta vivência mais próxima das plantas. Fazemos diversas atividades na área da escola, como a hortinha e também desenvolvemos ações em sala de aula", disse.

Para a professora Simone de Fatima Passos, é importante trabalhar de forma integral. "Aproveitamos todos os momentos para trabalhar essas experiências com as crianças, durante a semana trabalhamos músicas e coreografias e a importância das árvores. Agora estamos indo para a prática com o ato de plantar, molhar a planta. É importante vivenciar essa experiência, pois tudo fica gravado na mente delas. Tentamos também conscientizar os pais, de conversarem com a criança e passarem a experiência do dia a dia para seus filhos".

Deivid, 3 anos, revelou que já tinha experiência na atividade. "Eu gosto muito e estou achando muito legal, porque eu já plantei uma árvore antes". Já Cássio, 3 anos, tem plantas em casa, mas disse que não pode mexer. "É planta da minha mãe, mas agora eu sei plantar", disse, já alegre com a possibilidade de usar seu novo aprendizado como jardineiro.

CONSCIÊNCIA

A professora Waleria Lindoso Dantas, fala da importância de despertar a consciência ecológica. "Existe um momento preparatório onde primeiro levantamos o que eles entendem sobre meio ambiente, planta e preservação, até a hora de mostrar as fases do plantio e da planta", disse.

Para as crianças entenderem e perceberem o desenvolvimento da planta, a escola utiliza atividades clássicas como a germinação do feijão no algodão e também está utilizando um recurso didático chamado Chico Capim, que de acordo com a professora Waléria, é utilizado para além do desenvolvido da consciência ecológica, pois estimula a disciplina, a sensibilidade, afeto e a responsabilidade da criança. "Enquanto o capim vai crescendo, eles vão criando empatia, entendendo que têm que cuidar, regar e têm a consciência que a planta tem fases e morre", comentou.

HORTINHA

A U.E.B Olinda Desterro está retomando um projeto que começou em 2017, a Hortinha da Escola. Tudo começou quando a serviços gerais da escola, Dayane Almeida, participou do curso de Educação Ambiental, promovido anualmente pelo Núcleo de Educação Ambiental da Semed (NEA/Semed) e teve a ideia de levar os ensinamentos do curso para a escola. "Preparamos o terreno no quintal da escola, plantamos e até colhemos a produção da hortinha e pretendemos retomar o plantio ainda este ano", disse animada com o envolvimento das crianças.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem