agencia

Notícias

Quarta-feira, 25/09/2019 - 08h46

Prefeito Edivaldo apresenta ao governo do Haiti resultados positivos de projeto implantado no Socorrão II com destaque nacional

Segundo Ministério da Saúde do Brasil, hospital apresentou melhor resultado na primeira etapa do projeto Lean nas Emergências e, por isto, foi indicado como exemplo aos haitianos que visitaram a unidade de saúde para conhecer melhor o trabalho

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Prefeito Edivaldo apresenta ao governo do Haiti resultados de projeto de melhoria da qualidade no Socorrão IIO prefeito Edivaldo Holanda Junior recebeu em seu gabinete a comitiva do Ministério da Saúde e da População do Haiti que veio a São Luís conhecer experiência exitosa colocada em prática no Hospital Clementino Moura (Socorrão II). Liderada pelo chefe de gabinete do ministério, Paul Mentor, a comitiva, que passou quase três dias na capital maranhense, veio conhecer o trabalho desenvolvido no hospital por meio do Lean nas Emergências, projeto do Ministério da Saúde, implementado com assessoria do Hospital Sírio-Libanês e que agora está na fase de sustentabilidade. O Haiti manifestou interesse em levar o projeto brasileiro para seu país e o Ministério da Saúde do Brasil indicou o case de São Luís por ser a referência nacional do projeto. Esta ação soma esforços às iniciativas da gestão do prefeito Edivaldo para promover melhorias na rede municipal de saúde. Depois da agenda com o prefeito, a equipe visitou, na terça-feira (24), as dependências do Socorrão II e se reuniu com profissionais da unidade de saúde. 

O Socorrão II se tornou referência pelos resultados significativos na melhoria do atendimento no pronto-socorro. Os dados apontam uma redução de 70% na superlotação entre os meses de novembro de 2018 e abril de 2019, fase de intervenção do projeto. O tempo de passagem do paciente pelo pronto-socorro reduziu para 27%, quando não precisa de internação; e 20%, quando a internação é necessária.

Acompanhado do vice-prefeito Julio Pinheiro e do secretário Municipal de Saúde, Lula Fylho, bem como da equipe do Socorrão II, o prefeito Edivaldo destacou que sua gestão deixará muitos legados para São Luís e as melhorias na saúde pública municipal será mais um marco. “Temos feito todos os investimentos possíveis para reestruturar o atendimento em saúde da nossa rede. Esta parceria entre a Prefeitura e o Ministério da Saúde foi mais uma contribuição importante neste processo. Eu fico feliz que São Luís e o Haiti possam caminhar lado a lado. Tenho certeza que os resultados positivos que temos obtido na nossa cidade se repetirão no Haiti”, disse o gestor municipal.

VISITA

Durante a visita a setores do hospital Socorrão II, os haitianos verificaram de perto como a metodologia influenciou na rotina de trabalho e no fluxo de pacientes no pronto-socorro. Eles conheceram a dinâmica do atendimento na recepção, classificação de risco, consultórios médicos, pronto-socorro (incluindo as salas de decisão médica vermelha e laranja), unidade de curta permanência, núcleo interno de regulação (NIR), ortopedia, enfermarias e a unidade de terapia intensiva (UTI).

O secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, recebeu a comitiva no hospital e destacou os impactos do projeto Lean, na qualificação da assistência prestada ao usuário. “Uma das determinações da gestão do prefeito Edivaldo é buscar ferramentas para otimizar o atendimento de urgência e emergência, que tem uma grande demanda; por isso, procuramos instituições parceiras, e com o conhecimento técnico que elas nos disponibilizam, reformulamos os procedimentos e fizemos alguns ajustes, que estão proporcionando mais resolutividade”, explicou aos haitianos.

Para Paul Mentor, diretor do Gabinete do Ministério da Saúde do Haiti, a visita ao Socorrão II ofereceu subsídios que serão aplicados no sistema de saúde haitiano. “Foi uma grande oportunidade para nós verificarmos a metodologia de perto, pois queremos não apenas observar o processo, mas levá-la para o dia a dia dos nossos hospitais”, declarou.

Além da comitiva do Haiti, a diretora do Departamento de Urgência Hospitalar do Ministério da Saúde, Adriana Teixeira, acompanhou a visita e ressaltou a parceria com o hospital Sírio-Libanês e as perspectivas para 2020. “A metodologia Lean é um dos projetos que mais tem trazido resultados positivos, porque percebemos a mudança acontecer de forma muito rápida nos hospitais. O objetivo é chegarmos até 2020 com 100 unidades participantes do projeto, em todo o país”, afirmou.

 REFERÊNCIA NACIONAL

O Socorrão II foi a instituição que apresentou o melhor resultado na primeira etapa do projeto, ficando em primeiro lugar entre os 20 hospitais brasileiros participantes. Por isso, quando foi procurado pelo Ministério da Saúde e População do Haiti, o governo brasileiro indicou São Luís como case para os haitianos.

Além disso, técnicos do Socorrão II vão participar do II Workshop de Capacitação sobre a Metodologia Lean, promovida pelo Ministério da Saúde e o Hospital Sírio-Libanês,em São Paulo, no dia 10 de outubro, para compartilhar as experiências locais. 

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem