agencia

Notícias

Sexta-feira, 17/01/2020 - 18h15

Prefeitura de São Luís realiza formação em saúde mental voltada para professores da rede municipal de ensino

Proposta tem como base a política de Educação da gestão do prefeito Edivaldo e também faz alusão ao Janeiro Branco, mês de prevenção ao suicídio

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Prefeitura de São Luís realiza formação em saúde mental voltada para professores da rede municipal de ensinoProfessores do Atendimento Educacional Especializado (AEE) e técnicos da Secretaria Municipal de Educação de São Luís (Semed) da Prefeitura de São Luís participaram, nesta semana, no auditório da Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Luís Viana, no bairro Alemanha, de formação em saúde mental. O objetivo foi sensibilizar e orientar os educadores para situações que podem ocorrer no ambiente escolar, próprias do relacionamento entre pares, ou advindas de questões familiares, e que causam preocupação, estresse, depressão, e podem até mesmo levar à mutilação e ao suicídio. A ação também faz alusão ao Janeiro Branco, mês de prevenção ao suicídio.

A proposta da Secretaria de Educação, com base na política de Educação da gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior, é oferecer formações e capacitações aos educadores da rede, que promovam maior qualidade de vida e cooperem para a melhoria do processo de ensino e aprendizagem. “A saúde mental está ligada diretamente à saúde emocional e cognitiva do ser humano. Precisamos trabalhar a questão tanto no professor quanto nos estudantes, para que as situações do dia a dia não prejudiquem o aprendizado”, diz o secretário Moacir Feitosa, titular da Semed.

A palestra sobre saúde mental foi ministrada pelo psicólogo Ruy Ribeiro Moraes Cruz, da Secretaria de Estado da Saúde (SES-MA). Cerca de 150 técnicos e professores do Atendimento Educacional Especializado (AEE/Semed) participaram da formação, nos turnos da manhã e tarde. “A temática foi discutida de forma ampla e lúdica, com muitas dinâmicas, visando a reflexão e a tomada de decisões práticas para que os educadores consigam manter o equilíbrio emocional e sejam multiplicadores de conhecimentos e nova postura diante dos problemas e situações cotidianas”, destacou Dalvina Amorim Aires, Superintendente da Área de Educação Especial (SAEE/Semed).

Dalvina Amorim explica que os educadores são profissionais que no dia a dia lidam com muitas vidas e que têm, por a necessidade, saber cuidar melhor de si mesmos, para que também possam cuidar dos outros. “Como eu poderia cuidar do outro, especialmente dos estudantes, se eu não me cuido? Eu tenho que estar preparada para ajudar o meu próximo e por isso preciso me cuidar”, destaca Dalvina.

Ruy Ribeiro Moraes Cruz disse que é primordial a parceria da Saúde com a Educação, visando prevenção para maior qualidade de vida. “A parceria entre as secretarias surgiu para que pudéssemos ajudar esses professores e técnicos que estão aqui hoje, despertando o olhar deles para sua própria saúde mental e a de seus estudantes”, afirma o psicólogo Ruy Ribeiro.

A professora Katia Cristiana Araújo Lisboa, que está atuando como técnica da área de Surdez pela SAEE/Semed, ressaltou a importância de palestras como essa. “O tema escolhido pelo palestrante é de muita relevância, pois ele mostrou como nós, profissionais da Educação, precisamos cuidar da nossa saúde mental para conseguir ajudar quem também está passando por um momento de dificuldade, seja psicológica, emocional ou até mesmo, um problema familiar”, afirmou Katia Cristina.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem