agencia

Notícias

Sexta-feira, 03/07/2020 - 08h20

Prefeitura de São Luís está finalizando reforma de prédio que abrigará a Escola Municipal de Música

Casarão está localizado na Rua do Giz e está passando por ampla requalificação por meio do programa São Luís em Obras

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Prefeitura de São Luís está em fase de finalização da reforma de prédio que abrigará a Escola Municipal de MúsicaSão Luís vai receber mais um equipamento cultural com a particularidade de que este combina com a vocação da cidade para exercer naturalmente atividades ligadas à música e à dança. Trata-se da Escola Municipal de Música (EMMUS), um projeto desenvolvido pela Prefeitura por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed) e Fundação Municipal de Patrimônio Histórico (Fumph). Esta ação soma-se à estratégia da Prefeitura que visa à valorização e à revitalização do Centro Histórico ligadas à participação e sentido de pertencimento da população.

"A Escola Municipal de Música de São Luís tem a proposta de estimular os estudantes na ampliação e desenvolvimento do saber, por meio das várias linguagens artísticas, com uso de instrumentos musicais, canto, coral, teatro e dança e balé. Esta é mais uma importante ação que integra o programa São Luís em Obras", destacou o prefeito Edivaldo. 

A EMMUS será instalada em um casarão da Rua do Giz, 53, que também vai abrigar salas de dança voltadas para o ballet do programa Dançando e Educando, coordenado pela primeira-dama Camila Holanda. Ganhou a restauração da fachada e piso em lioz, recuperação de telhado, execução de esquadrias novas, divisórias, forro e piso. Serão disponibilizadas seis salas de aula, área administrativa, um auditório, área de vivência e sanitários, além de todo o prédio ser acessível.

O espaço físico abre as portas para receber um importante equipamento para a rede municipal de ensino de São Luís com a proposta de estimular os estudantes na ampliação e desenvolvimento do saber por meio do uso de instrumentos musicais, canto, coral e dança com capacidade para atender até 160 estudantes. Inicialmente, a EMMUS irá oferecer aulas de violão, piano, teclado, musicalização infantil, flauta e outros instrumentos de sopro (de madeira). A obra será entregue em breve e as atividades estão previstas para terem início do segundo semestre. 

A reforma também atuou no reforço das estruturas de sustentação, sistemas elétricos e hidráulicos, telhado, reboco novo nas paredes internas, piso e forro. Nas últimas semanas foram realizados serviços de pintura nas paredes internas e pequenos reparos no sistema de escoamento pluvial. Foram instaladas esquadrias nos portais e janelas, sistema de ar-condicionado e partes do sistema elétrico. Algumas salas terão revestimento acústico. 

A Prefeitura de São Luís por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed) valoriza e reconhece a importância da Escola Municipal de Música no andamento das atividades escolares municipais, acolhendo a instituição no espaço tombado pelo patrimônio histórico mundial, exercendo um compromisso de pertencimento e revitalização pela importância afetiva, histórica, artístico-cultural, arquitetônico do seu ambiente musical no coração da cidade de São Luís.

A escola tem papel fundamental na consolidação das ações pedagógicas e da prática do ensino implementadas pela Secretaria Municipal de Educação, estratégias que recebem atenção especial do prefeito Edivaldo.  “As obras da Escola Municipal de Música já estão em processo de conclusão. Com este equipamento, crianças e adolescentes terão acesso a diversas manifestações de arte e cultura, que são essenciais para o desenvolvimento social e cognitivo deles, além de estarmos estimulando o protagonismo desses jovens", pontuou o secretário de Educação, Moacir Feitosa.

Atualmente, a Escola Municipal de Música funciona nas dependências da Semed, localizada no bairro São Francisco. De acordo com a diretora da Escola Municipal de Música de São Luís, Maria Alice Bogéa, a escola chega como um presente para a cidade e a conquista da sede vai possibilitar a concentração do desenvolvimento das atividades em um só espaço. "A escola é muito importante para a cidade como um todo, pois está sendo instalada em um prédio tombado pela Unesco, no Centro Histórico, além disso vai atender crianças e adolescentes da rede municipal e destaco também para o papel social que ela vai desenvolver", enfatizou Alice.

“É muito mais do que reabilitar um edifício histórico de propriedade da Prefeitura, é oferecer uma oportunidade de formação ao jovem cidadão, a partir do aprendizado da música. Com obras como essa, confirmamos que só existe um programa eficiente de recuperação de prédios históricos se houver a perspectiva de desenvolvimento de atividades que possam contribuir com a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos”, disse o presidente da Fumph, Aquiles Andrade.

AÇÕES

Vale ressaltar que a Escola Municipal de Música tem participação em grandes eventos públicos, como a Cantata Natalina, por meio do Coral Mil Vozes de Natal, formado por alunos da rede municipal de ensino. Entre os projetos que levam a assinatura da EMMUS, há também a banda de música Amadeus Mozart, criada na década de 1980 e que atualmente é composta por 48 integrantes. A banda marcial funciona no bairro da Alemanha.

Outro projeto da escola é fruto de uma parceria entre a Semed e a Universidade Federal do Maranhão (UFMA). O Cordas Friccionadas visa estimular a aprendizagem sobre música e instrumentos clássicos e contribuir com o desenvolvimento sociocultural dos estudantes, com aulas de violino, viola clássica e violoncelo. O prédio da EMMUS no Centro Histórico vai agregar e fortalecer todos esses projetos culturais. A escola vai atender não só estudantes da rede municipal, mas irá ofertar cerca de 20% das vagas para a comunidade – crianças e adolescentes com idade entre 6 e 15 anos.

A gestão do prefeito Edivaldo tem voltado a atenção para a qualificação e revitalização de diversos logradouros no Centro Histórico de São Luís. O trabalho funciona bem em parceria com o Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), que deu cara e roupa novas ao Complexo Deodoro, à Rua Grande e à Praça Pedro II. Por meio do programa São Luís em Obras está reformando o Parque do Bom Menino e as praças da Bíblia, Saudade e Misericórdia, além do complexo do Largo do Carmo, Praça João Lisboa, Rua de Nazaré e entorno e constrói a Praça das Mercês, no Desterro, em parceria com a Vale e Governo do Estado.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem